Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

quinta-feira, 11 de junho de 2009

VALOR PRESENTE

Uma coisa puxa outra. Vender ou captar o patrocínio seguem numa mesma direção.
O painel com frase citada no texto abaixo está, em fotografia, exposto na coluna ao lado. Para maiores informações ou aquisição dos paineis e camisetas, escreva para cadinhoroco@yahoo.com.br
VALOR PRESENTE
Depois que pintei a frase: Tudo pode acontecer no dia que está por vir; peguei-me a pensar no dia que vivo. Em meio ao que passou e ao que está por passar, um encontro com meu próprio ser. Justo aqui percebo que em termos bem práticos, o que fiz feito está e se há algum valor nisso, este valor vem é pelo presente e não pelo passado. O presente que valoriza o passado vale mais do que o valor que concede ao que passou. Isso pode parecer estranho muito embora não seja quando de fato precisamos do fato para que o que de fato vale tenha de fato seu valor.reconhecido.
O que poderá valer amanhã poderá também não valer. A realidade do que vale está é no presente e por isso é que hoje valorizo minha necessidade de vender. Se eu deixar para amanhã poderá ser tarde demais.
Belo Horizonte, 11 junho 2009
REVELAÇÃO DO MISTÉRIO
Sou dependente do patrocínio que não tenho. Dá pra entender? Pois é assim mesmo que convivo com a liberdade deste viver em querer ser alguém independente daquelas tantas ilusões a limitarem nosso ser estar no mundo. Evidente que de maneira ou de outra sou patrocinado, tal como acontece com qualquer um de nós. Mas refiro-me ao patrocínio do reconhecimento. Este sim é que alimenta o espírito vivo existente em cada um de nós.
Sou dependente do patrocínio que não tenho na superficialidade de valores incapazes de alcançarem as profundezas de valores outros. Aí é que o entendimento abre permissão para que o verdadeiro patrocínio apareça em ação concreta. É pura questão de sensibilidade percepção. O impossível faz-se possível, o egoísmo faz-se solidário permitindo que o viver viva a propagação da sua própria razão de ser.
Patrocinar é sim eficaz ato de libertação.
Belo Horizonte, 18 janeiro 2006

5 comentários:

Desnuda disse...

Amigo Cadinho..Seus textos são sempre equilibrados e bem acertados nas razões.


Grande beijo, amigo! Obrigada.

Mariana Dore disse...

O patrocinio chegara um dia... to na torcida hauhuahua

;D

Giane disse...

Oi, Cadinho!

Eu gostaria de ter esse "auto-patrocínio" em relação ao que faço como Você.
Por vezes, penso, que o que faço não chega a ser muito apreciado porque eu mesma não gosto muito.

"Bão", Eu vou aprender, cedo ou tarde, vou aprender.

Parabéns por tudo o que faz e principalmente, pela tomada de consciência que seus trabalhos trazem para Você e quem os aprecia.


Beijos mil!!!

lilás disse...

Parabéns,gostei.

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

Amanhã pode ser tarde demais...
Quando aprendi isso, algumas coisas mudaram pra mim!
Desejo mesmo que encontre o patrocínio que precisas!

Beijos e borboleteios Cadinho!
Amo você