Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

quinta-feira, 30 de julho de 2009

MUITO AQUÉM

O texto Estarrecido foi o segundo que publiquei aqui no Cadinho. Na ocasião, felicidade enorme pelos primeiros comentários sobre o que criei, escrevi, publiquei.
MUITO AQUÉM
Tem gente que parece viver em função dos outros. Observa pensa raciocina e conclui sob a ótica da sua conveniência sobre o agir do outro sem poupar censura ou repúdio. Nem sei se existe alguém que nunca tenha experimentado esse agir em sua própria vida porque somos sempre impelidos ao desperdício de disputas que no mais das vezes não nos levam a nada, a lugar nenhum.
Hoje vivo e convivo com minha vida sem dar tanto sentido a muito do que pensam e valorizam por aí. Não posso negar minha ambição em conseguir coisa e outra, mas também não posso mais admitir tantas imposições a mim exigidas em troca do que hoje sei estar muito, mas muito aquém do que de fato quero e busco de mim, para mim e para esse mundo que estou nele.
Belo Horizonte, 30 julho 2009
ESTARRECIDO
Estarrecido talvez seja meu estar agora diante de tantas manifestações comentários no espaço virtual que inaugurei ontem, com amparo da madrinha Lys.
Intenção é a de contar como tudo aconteceu.
Mas é também a de responder a cada comentário.
Mas é também a de não permitir que a emoção trave tudo.
Mas é também a de saber por que blog chama-se blog.
Mas é tanta coisa ao mesmo tempo, que o melhor é ficar quietinho e sentir o afago de cada vinda. E depois, ao invés de palavras responder com um beijo a cada comentário surgido de tantos lugares, sem esquecer de recomendar ida ao
http://www.balaiodeminas.com.br até às páginas que assino.
E depois sentir sabor disso sim que é benção forte que recebo e trato de passar mundo afora.
Belo Horizonte, 28 novembro 2006

7 comentários:

Dora disse...

Caríssimo. Vejo sempre seus passos pela blogposfera. Leio seus comentários tão pertinentes, suas idéias emitidas nas entrelinhas das frases.
Conheci seu blog, depois de uma visita que você me fez.
E agora leio o carinho que você dispensa a seus leitores. E "muito aquém" a que você se refere que está, com relação ao que lhe exigem...prá mim, você "está além" do que uma pessoa "inteira" realiza.
(Reli o que escrevi, e me pareceu confuso o pensamento que quis expressar).
Mas, em resumo, é isso: você me causou uma surpresa agradável e feliz nesse tom confessional que empregou em ambos os textos.
Abraço forte, Cadinho!
Dora

D.Ramírez disse...

Grande Cadinho!
Quanto tempo que não venho e agora releio seus textos que são bão demais da conta.
Grande abraço, espero poder voltar com mais frequencia.

Raquel disse...

Ótimos textos, Cadinho. O negócio é estabelecer um objetivo e focar-se nele. =)

susana disse...

É para mim uma honra recebe-lo no meu cantinho, gostei muito do que escreve, ainda não conhecia seu blog,que adorei e prometo voltar.

Um bom fim de semana
Um beijinho
Susana

Dois Rios disse...

Nossa! Estava com saudades daqui! Quanto ao teu primeiro texto há, de fato, pessoas que respiram a opinião alheia. São tão escravas do "outro" que se perdem em escolhas, gestos, gostos e essência da propria vida.
Eu diria que não são gente, são sombras. Dá pena!

Beijo,
Inês

Marisete Zanon disse...

Olá! Passando pra convidar a ir no meu Blog do estranhos pra conhecer um cadinhu do meu trabalho de artes e aproveitar votar no meu blog. Pode ser?
Desde já, obrigada
esmaques pra ti guri!!!

Marisete Zanon

Mai disse...

Além de tudo, nada valerá a pena quando não houver amor e aqui eu sempre senti sentimento e emoção transbordantes. Nada aqui está aquém. Tudo além do aquém e ficarei estarrecida se ler algum comentário teu que não seja repleto de sentido.

Abraços,