Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

domingo, 16 de agosto de 2009

NO AMOR

E assim vai a vida
NO AMOR
Na dúvida o amor não sobrevive.
Na esperança o amor desafia.
No convívio o amor ensina mostra abre caminho e perspectiva para o libertar de tudo todas as coisas.
No amor não existe meio termo.
Belo Horizonte, 06 agosto 2009
ALGARAVIA
Casa lotérica apertada comprida fila dia de aposta, calor intenso.
Mãe e filho ele uns 20 anos cabelos partidos ao meio nem compridos nem curtos, gestos assim assim.
Diz para a mãe que irá saber tudo direitinho. A mãe olhos esbugalhados face rija talvez 50 anos, cabelos pretos meio descabelados. Dos seus lábios batom indo embora a exclamação: - Algaravia meu filho, algaravia.
Vez deles, bilhete por preencher, peço licença prometo ensinar depois como apostar. Filho agradece cede lugar e ainda diz que sou muito gentil. A mãe olhos em mim e no filho exclama: - Algaravia, algaravia.
Gê realiza minha aposta e ri, deseja sorte com melhor das feições.
Mostro ao filho e à mãe como fazer jogo lotérico. Filho observa agradece e diz que sou muito gentil, outra vez. A mãe, risinho pálido acena a cabeça diz: - Algaravia, algaravia.
Belo Horizonte, 12 março 2007

17 comentários:

Delirius disse...

... eu chamei, Jota :)

Gosto de te ler Cadinho!
Beijo.

Elcio Tuiribepi disse...

Olá Cadinho, o cotidiano sempre presente por aqui...
Isso é bom...um abraço na alma, bom domingo

Amiga do Cafa disse...

Cadinho....
o amor é o melhor sentimento do mundo.
Mas é preciso que seja verdadeiro . Incondicional.
Obrigada pelas suas palavras.
Beijos

Judite (Dite) disse...

Olá Cadinho.
O amor é tudo na vida , sem ele não vale a pena viver.
um beijinho,
Judite

Mai disse...

RoCo

SEJA O QUE FOR, ALGARAVIA...
e TEU GESTO É PURO AMOR E SEMPRE DIA A DIA NAS LOTÉRICAS DA VIDA.
eSTE É O 'CADINHO' DE CADA UM DE NÓS NAS VILAS, NAS LOTÉRICAS, NA VIDA, NO VIVER...

ABRAÇOS, AMIGO.

Renata Macedo disse...

De fato ... no amor não existe meio termo ... mas ando parando de pensar com o coração, deixando a razão falar mais alto. Também é amor ... o próprio!! rs. Bjão e bom fds.

Ava disse...

Cadinho, amei a foto do Jota...

Como ele está lindo!

Meu querido, na dúvida, o amor não sobrevive...

É a mais pura verdade...rs


Beijos em seu coração...

ღDani+Cleber= Ana Luíza e Clebinhoღ disse...

Conheceu meu Blog atraves de quem??
E pq mandou um comentario em espanhou??

Cleo disse...

"Esta vida é um punhal de dois gumes fatais;
Não amar é sofrer, e, amar é sofrer ainda mais."
(Mennotti del Picchia)

Lembrei desta frase te lendo. Mas acredito mais no que você diz:

"No convívio o amor ensina mostra abre caminho e perspectiva para o libertar de tudo todas as coisas."

e viva o amor!

O que quer dizer ALGARAVIA?
Beijos!
Cleo

Bandys disse...

Cadinho,

Obrigado meu amigo, por me acalentar com teu amor.

Beijos no ♥

Cleo disse...

Gostei do novo visual, reciclar é preciso mesmo.
Beijos!

Cleo disse...

Voltando
verdade verdadeira, na dúvida o amor não sobrevive mesmo, esta dúvida corrói o coração, atinge a alma como aquela punhalada fatal....e vá sobreviver com esta dor...Renata Macedo está certíssima, comentário excelente o dela, assim não há sofrer....rsrsrsrs.é vero.
Beijos.
Cleo

Mahria disse...

Realmente, no amor não existe meio termo. É ou não É! Se assim nao for, não sobrevive, e se sobrevive, vegeta.


Bjinhos!!!

Isa Resende disse...

Oiiee!! Seu blog ta mto maneiroo. Amei a banda elas tocam bem á beça, aceito sua proposta com certeza, a galera da Rádo Magiaji tb amou. Me explica direito o que é para fazer, divulgar, colocar o video, sei lá o que.

RETIRO do ÉDEN disse...

Amigo,

Venho agradecer a honra da sua visita e comentário no nosso humilde espaço.

Lindo o poema "NO AMOR" é tão verdadeiro!...
...mas não há amor incondicional!
...nada existe incondicional!
...quer queiramos quer não,
...tudo tem um preço.
...nem que mais não seja porque nos satisfaz a nós próprios, este ou aquele procedimento...logo aí tem esse preço...


Forte abraço com desejos de excelente semana na Paz do Senhor Jesus.

Mer

Hod disse...

Da desconfiança nasce a dúvida!!!

Venenos fatais para sobrevivência do amor!!!

Veja o que acontece com um prédio de alguns andares quando se utiliza areia da praia do mar.... misturada ao cimento..na hora obtem-se o concreto que em poouquíssimo tempo promove o desmoronamento de todo prédio!!!

O mesmo aconatece com o amor quando bombardeado pela desconfiança e dúvida!!!

Forte abraço amigo!!

Alôha!!
Hod.

Daniel Savio disse...

Bem, se o amor não consegue sobreviver aos problemas será que era amor mesmo?

O que ser uma Algaravia (enquanto isto, vou procurar num dicionário)?

Fique com Deus, menino Cadinho.
Um abraço.