Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sábado, 26 de setembro de 2009

CHAVE EMPERRADA

Tudo por causa de uma chave

CHAVE EMPERRADA

Quando então tentei abrir a porta, chave não serviu, agarrou no tambor da tranca, não virou nem para um outro lado e ali estava eu do lado de fora sem poder entrar.

Tentei tirar a chave e nada. Estava agarrada no tambor, eu cansado exausto sonhando com minha cama, trancado sem poder entrar em casa.

Forcei mais e nada. Nervos aquecendo sangue. Pra resumir não consegui abrir a porta e nem tirar a chave do tambor da fechadura. Procurei outro acesso para entrar em casa, deixei chave, fechadura, porta trancada e fui dormir.

Acordo com a necessidade de chamar um técnico em fechaduras.

Belo Horizonte, 26 setembro 2009

CRENÇA NO AMOR

Mais vale ser sincero no amor do que ser falso na ilusão de assim pretende-lo.

Não há como buscar o mero sentido da conveniência pelo que quer encontrar o amor.

O amor não é sentimento de simples acomodação

. O amor age e por isso reage. Quando de fato presente, o amor não brinca com o comportamento de quem a ele coloca-se em estado de entrega. Há de ser distinguido o querer da diversão, daquele que estampa a veracidade do amor.

A questão surge, justo quando o amor impõe a necessidade da crença.

O amor de quem não acredita é ilusão.

O viver de quem não crê no amor, é limitado e por isso mesmo aprisionado pela ilusão.

Uma coisa é aparentar felicidade, outra é ser feliz.

Não há felicidade no ser que despreza o amor.

Belo Horizonte, 14 novembro 2007

8 comentários:

Vivian disse...

...gosto de chaves...
muitas delas porque abrem
portas para todas as emoções...

beijo, querido lindo!

Daniel Savio disse...

Nossa que complicação, nãos não ficou com medo de alguém a chave na porta?

Concordo sobre o teu texto sobre amor...

Fique com Deus, menino Cadinho.
Um abraço.

Cleo disse...

O amor é infinitamente delicado.
Um bom final de semana prá ti Cadinho.
Beijos!
Cleo

uminuto disse...

É importante acreditar no amor
um beijo e bom fds

Velejando nas Letras disse...

Cadinho,
Aqui estou neste sábado, de frente para o Cristo Redentor, e
passando a vista nos blogs que durante a semana a falta de tempo me impede de visitar. No quesito amor temos sempre algo para aprender. Espero que tenha conseguido consertar sem stress a fechadura. Coisas da vida, não é! Beijos
Angela

HSLO disse...

Suas palavras são necessárias para o meu viver. Gosto muito de passar por aqui.


abraços


amigo,


Hugo

Fragmentos Betty Martins disse...

.__________querido Cadinho


{de volta das férias:=}



o amor é a coisa mais bela do mundo

.uma vida sem amor

____________não tem sentido de existir







__________///







beijO______ternO
b.domingo

Bandys disse...

Cadinho,
Lindo isso:

O amor de quem não acredita é ilusão.
O viver de quem não crê no amor, é limitado e por isso mesmo aprisionado pela ilusão.
Uma coisa é aparentar felicidade, outra é ser feliz.

Não há felicidade no ser que despreza o amor.

Beijos meu amigo e um domingo de muito amor!