Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

SENTIR E AGIR

Para contato: cadinhoroco@yahoo.com.br

SENTIR E AGIR

Todo esforço da criatividade exige disciplina que possa dar suporte ao que de fato queremos e precisamos encontrar. No caso da arte, não há como negar a necessidade da venda dos painéis que pinto, óleo sobre tela.

O conceito, ou o resultado de cada pintura é consequência do diálogo estabelecido entre o sentir e o agir do artista. O que tanto poderá ser visto como algo subjetivo quanto universal, posto haver sentimento e movimento na vida de qualquer um de nós.

A questão da venda então exige que haja uma afinidade entre o perceber, que é o sentir, com a aquisição, que é o movimento que dará à obra de arte significado, valor e expansão do quanto tem ela a transmitir.

Grussaí, 04 agosto 2010

IDÉIAS

Vamos e voltamos a lugares que nunca são os mesmos. Ruas de lembranças construídas agora, por casas nunca vistas antes. Há surpresa na lembrança e no sentimento que tenta o esbarro em referências perdidas e achadas em nossos íntimos.

Para quem já viveu nascer outro não é diferente, muito embora não seja a mesma coisa. A diferença está em tudo, para que não percamos a ânsia da caça pelas semelhanças.

Cavalgar à margem do rio é estar indo para a nascente ou para o mar. Nascer para o rio, é ir para o mar. E o mar é infinito que desafia medida, início e fim. É como a noite que sempre parece ser a primeira e a última. Mas eis que entre cada dia ela aparece, para que entre seus mistérios também apareça o dia.

Belo Horizonte, 20 janeiro 2003

11 comentários:

Renata disse...

Acho que qualquer tipo de arte exige muita dedicação, inspiração e expiração! Todo o artista quer ser reconhecido e respeitado ... e pq não compreendido? Desejo à você muito sucesso pessoal e profissional em sua arte, que parece ser realmente muito bela e sincera. Bjs e boa semana.

Patrícia Gonçalves disse...

Lindo post, moço!

Ah, vá saber o que é inicio, o que é rio, e o que é mar, é tudo caminho, moço, caminho que te leva pra lá e pra cá!

beijão e sucesso!!!!!

Valéria Sorohan disse...

Não estaria aqui a essência de seu texto, texto esse que procura moldar a própria essencialidade da vida contemporânea para aqueles que são rotineirizados por uma "sociedade sem princípios"?
Que jamais morra a esperança

BeijooO*

Mônica disse...

Cada ideia mostra o qanto sábio voce é.
com carinho MOnica.

Socorro disse...

Olá!
As vezes o resultado de cada pintura, depende do momento do que estamos sentindo e agimos numa tela, colocando um "cadinho" de cada cor.
E quanto aos lugares que vamos e depois voltamos e que nunca são os mesmos, já aconteceu comigo, só que não gostei da idéia, era a natureza e que virou um restaurante na beida do mar.

Obrigada pela visita, volte sempre, beijos!

HSLO disse...

Muito bem escrito o sentir e o agir.


abraços

Hugo

carol sakurá disse...

Olá,querido!

Desejo todo sucesso a vc,que sabe demonstrar com sensibilidade a riqueza da poesia.

Abs!

Vivian disse...

...todo artista coloca seu
coração naquelo que faz.

há que se ter sintonia
entre a arte e outros
corações para que haja
a recíproca do que se
dá e o que se pede.

sem isso...

morrem-se os sonhos.

bj, querido.

saudade...

Bandys disse...

Voce é de uma sensibilidade impar.
Parabéns pela sua arte.
Beijo

Ana Miranda disse...

"Sou, o que escrevo."
Nem sempre eu sou o que escrevo...
No meu livro, que é um romance policial, minha protagonista é a anti-heroína.
Acredito que a maioria dos poetas é o que escreve.
Como jamais consegui fazer poesia...

Marilu disse...

Querido amigo, como comentei anteriormente suas telas são divinas...te desejo muito sucesso...Beijocas