Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

COLÉGIO ESTADUAL

Fico impressionado como o teatro do Colégio Escola Estadual Central de Belo Horizonte fica no esquecimento a aparentar singular abandono.

COLÉGIO ESTADUAL

Existem lugares, imagens, paisagens, construções que são marcantes e direi até referências em nossas vidas. Por estar perto da minha casa passo sempre pela Escola Estadual Governador Milton Campos, em Belo Horizonte. O nome pomposo não chega a ser tão popular quanto o Colégio Estadual, já hoje substituído pela Escola Estadual Central de Belo Horizonte, no bairro Santo Antônio, já quase em Lourdes. Parte nobre, área enorme, mas o que distingue mesmo o Colégio hoje Escola Estadual é ser ele ela obra assinada pelo genial arquiteto Oscar Niemeyer.

Não entrarei em detalhes, mas, pra mim, das construções mais marcantes de Belo Horizonte está exatamente no Colégio Escola Estadual Central. O teatro em forma de gracioso mata-borrão, peça hoje obsoleta, do tempo em que era comum escrevermos com as tão famosas e charmosas canetas tinteiros, é de tirar o fôlego por sua imponência, equilíbrio e magia.

Belo Horizonte, 21 outubro 2010

DO DISCURSO PRONTO

Escrever falar não é tão simples quanto parece Taís. Por isso mesmo é que existem os redatores, fonoaudiólogos e outros tantos seres prontos para atenderem as nossas dificuldades.

A construção montagem de um discurso passa a servir como guia para criação de muitos outros. Na verdade, temos basicamente único discurso capaz de fluir por termos temas outros, tal como acontece com nossa voz e presença. Se sua forma sofre mudança, seu conteúdo denuncia essência de sua origem. Caso contrário, estamos assumindo postura de um discurso que não é nosso, ou seja, um falso discurso.

Outra importante característica de um discurso guia está em sua enorme flexibilidade. É do discurso guia que teremos a segurança para questionar, responder e argumentar em entrevistas, debates, reuniões e diálogos diversos. Para maior compreensão de toda virtude deste discurso guia, jamais deveremos ficar limitados à interpretação de suas palavras. É fundamental um mergulho no sentido sentimento dessas palavras, que são símbolos a permitirem emanação do que somos e sentimos. Assim, passamos a ser fiéis intérpretes de nós mesmos.

Belo Horizonte, 17 maio 2004

8 comentários:

Srta_cruz disse...

gostei do seu blog
estou te seguindo

disse...

PARABÉNS PELO DUPLO DOM QUE DEUS TE DEU...GOSTEI DO SEU BLOG, ESTOU SEGUINDO

UM ABRAÇO E OBRIGADO POR VISITAR O MEU BLOG
UM LUGAR AO CÉU

Daniel Savio disse...

E ele criou várias obras pelo pais, bem como a nossa capital federal...

Fique com Deus, menino Cadinho.
Um abraço.

Alessandra disse...

Que blog de alto nível.
Gostei muito.
De quem são as telas expostas?
Que conteúdos fascinantes.
Parabénssssssssssssssss pelo nível do seu blog.
Abraços
Alessandra

Everson Russo disse...

Maravilhas da nossa BH..abraços de bom dia amigo.

Mônica disse...

Tem lugares em BH que não podem ser destruidos, mas conservados. Quando penso que não existe mais o cinema que tantas vezes fui quando tinha 18 anos que até chego a chorar.
Mas será que não havia ninguem para impedir?
com carinho MOnica

Anónimo disse...

Gostei do seu blogue
vou voltar!

Teca disse...

Ahhh... eu tenho muita dificuldade em me expressar!