Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sábado, 20 de novembro de 2010

RABISCAÇÃO

Na liberdade a expressão da pintura

RABISCAÇÃO

Converso com as ondas do mar, eu João da Barra na areia da praia, praia, praia.

Na vontade de sentir o mistério do mar deixo de lado propósito de decifrá-lo, isso não, não, não.

Na arte do mar ao vento o sentimento de formas rabiscos traços cores pinturas texturas conjecturas.

Da mania de querer entender tudo, eu João da Barra inspiro artista que foge escapa confunde decifração no gesto da mais livre rabiscação.

Mar mostra sua forma disforme em água elevada a onda que voa e dança no embaraço da sua transparência. E assim mar mostra o que é expressão.

Belo Horizonte, 20 novembro 2010

PALADAR SECRETO

Foi-se a noite veio o dia amanhecendo sossegado num despertar macio que mexeu com movimento acordar da Fada do Calor. E lá do alto do silencioso céu trinado fez surgir presença daquele canário alegre que beliscava ponta da árvore fazendo cair fruta madurinha no frescor da água mansa. Aquilo era sonho ainda? Fada do Calor riu sem surpresa indo buscar fruta manga madurinha colhida pelo canarinho que lá de cima enviava outra e mais outra ainda.

Choveu noite inteira isso era certo. Água por isso mesmo parecia engordada sem no entanto perder transparência de tão incrível limpidez. Mergulho aconteceu chamando por mim. Era Fada do Calor que tinha trazia suave alegria em seu semblante corpo na nudez da água. E na doçura da manga o paladar secreto daquele nosso estar ali, que daí a pouco iria embora buscando rumo da água ida lá para o fundo da caverna.

Belo Horizonte, 21 dezembro 2004

5 comentários:

Marilu disse...

Querido amigo, tenha um lindo final de semana. Beijocas

Luís Coelho disse...

Dois textos que cantam a beleza da vida passada ou presente.

É preciso estar atentos à chuva fria e tansparente que nos amassa a roupa, mas que passa e desaparece como tudo na vida.

Rose disse...

Moreco,adoro suas escritas e rabiscações...rsrsrsrsr
Bjs, meu querido.
Veja lá de casa o céu que vi.

Daniel Savio disse...

Lembrei da roça do meu avó, um lugar mágico para alguém tão novo a explora-la...

Fique com Deus, menino Cadinho.
Um abraço.

Sheilla Liz disse...

Oi Cadinho! Vi, vim gostei e fiquei! Um super abraço