Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

segunda-feira, 11 de abril de 2011

ONDA NO MAR

Quando sinto verdadeiro encontro com Grussaí, eis que tudo acontece.

ONDA NO MAR

De uma onda limpa e clara, alta e sorridente ao deslizar sobre a água rumo à praia, a presença dela. Ela que veio de longe, mansa e resistente, na velocidade do vento, canto a dizer que se vem pra ficar, melhor é amar e não deixar secar a espuma da onda que estronda na praia, na praia, na praia...

Possuído pela beleza da onda, do mar, do estrondo e do derramar de toda imponência na praia, arrepio no corpo puxado para o mar salgado pela carícia da brisa que vem dela mulher praia euforia espontâneo, cabelos lisos compridos soltos e tingidos pelo sol lua noite sonho que sonha com sua vinda qual onda a brincar com o mar.

Grussaí, 11 abril 2011

LONGE DA TENTAÇÃO

Nada como passar por um dia de paz e entregue ao contemplar daquilo que dá sentido à vida. Longe distante dos artifícios e interesses a confundirem nossas intenções. Perto do acreditar a permitir que façamos aquilo que de fato queremos fazer.

Diante da camiseta liberto todo meu pensar. Entrego o gesto ao sentimento do seu mais vivo instante para que a imagem apareça bem como acontece com o despertar da mais inocente das sementes.

Quando dou por mim, eis que pronta está a pintura.

Desde ontem penso em um tema que cada vez mais apresenta-se inoportuno a este meu viver agora.

Belo Horizonte, 23 maio 2007

3 comentários:

Dona Sra. Urtigão disse...

Lindos! Lindos, o Encontro e a Fuga...

Gaivotadourada22 disse...

Adorei conhecer teu Blog, muito bom de passear por ele,nos oferece uma leitura agradável e bem diversificada. Adorei tua Arte, suas telas são lindas. Vou divulgar seu Blog nos meus, certo?
http://gaivota22.blogspot.com/
http://domeucaminho.blogspot.com/
Um grande abraço!

Simone Martins2 disse...

Lindo! E como a praia, estou sempre aqui para comentar, de leve eu chego, bem forte eu escrevo, e depois saio de fininho, para pouca areia levar e a brisa do vento, sentir em meus cabelos ao para longe da praia viajar...abraços