Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

TALENTO NATO

Conjuntos dos Painéis Cadinho RoCo, uma bela dica pra presentear quem gosta de arte, a preços bem interessantes
TALENTO NATO
     Não conheço pessoalmente a Taís e nem nunca vi foto ou imagem dela filmada. Mas conheço e reconheço sua voz na Rádio Band News FM de Belo Horizonte, onde ela atua como jornalista.
     Taís entra no ar normalmente às seis da manhã durante toda semana com seu jeito simples e objetivo, carismático e competente. Há nela o talento nato de se comunicar com naturalidade que faz toda diferença. É por aí que sinto e percebo se destacar quem faz bem o que faz. Taís é ótima e só não é melhor por falta do que citarei como espaço. Sim, porque gente com a capacidade e desempenho da Taís precisa estar solta, livre, com espaço para expor sua arte, que no caso dela é a de uma comunicação forte e vibrante.
     Quando ao invés da amargura investimos na doçura criamos efeito maravilhoso.
Belo Horizonte, 09 setembro 2013
ESCONDE-ESCONDE
     Impacto. Não tenho e nem quero utilizar outra palavra. Puro e simples impacto. Verdadeiro relâmpago na tarde chuvosa daquela tarde. Entre um homem e uma mulher, universo de sentimentos e sensações. Quando o dia encontra a noite, ambiente de magia a libertar encanto.
     A certeza de que encontraremos novamente, banha corpo e espirito de um estar entregue à tempestade da lembrança. Trejeitos discretos dão conta de sua ternura. Palavras sutis dão conta de sua perspicácia. Uma vez protegidos por nós mesmos, aceitamos o esconde-esconde a ir brincando com nossas perguntas e respostas.
     Impacto. Não há mais o que dizer. Um belo e surpreendente impacto. E continua a chover.
Belo Horizonte, 24 novembro 2001

3 comentários:

Carla Ceres disse...

Tomara que a Taís consiga mais espaço para mostrar seu trabalho. Pessoas competentes e dedicadas merecem sucesso. Abraço!

Pérola disse...

E comunicação é cada vez mais necessária.

beijo

Célia Rangel disse...

A liberdade para criar e expor-se é o máximo da divindade em nós.
Abraço, Célia.