Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

domingo, 27 de outubro de 2013

POPULISMO BARATO

Conjuntos dos Painéis Cadinho RoCo, uma bela dica pra presentear quem gosta de arte, a preços bem interessantes
POPULISMO BARATO
     Pra quem tem mais idade e viveu maior parte da sua vida em Belo Horizonte sabe o quanto a cidade mudou cresceu, abriu fronteiras, criou acessos, desbravou morros e continua em sua expansão. A cada dia que passa muito do que é dito, visto e avaliado por aí, perde consistência em curto espaço de tempo.
     Belo Horizonte hoje ganha e perde muito em termos de perfil, de postura que tem de se ajustar ao que passou a ser e não ao que era.
     Ficar no lamento populista de gente que mais parece só querer viver à custa dos transtornos exigidos pelos ajustes mais que necessários, é querer só explorar, ao invés de amar Belo Horizonte.
Belo Horizonte, 27 outubro 2013

ATRAPALHADO
     Toda essa conversa de que dias melhores virão, parece engodo. Não que eu seja de extremo pessimismo. Fato é que os tais dias melhores parecem mais esquecidos do que aqueles inseridos à realidade. Também não direi estarem os dias cada vez piores. Nem melhores, nem mais carregados, nem espetaculares, nem desastrados. Passam os dias como devem passar, fazendo o que devem fazer, sem ficarem incomodados com essa ou aquela expectativa a eles remetida.
     De certa forma, sinto-me fora dos dias. Meu convívio com eles parece interferido por espécie de rota a revelar outras nuanças e efeitos. A sensação da ausência surge do fato de haver em mim estranheza ao que suponho ter surgido com o século vinte um. O nascer do milênio novo parece ter atrapalhado minha sintonia com o mundo. Talvez eu tenha sido chamado, sugado, levado a outro mundo, sem sair deste. O que traz a mim, vontade de saber que  mundo é este.
Belo Horizonte, 29 abril 2002


3 comentários:

Zilani Célia disse...

OI CADINHO!
NÃO, ESTÁS NESTE MUNDO MESMO, MAS ACHO QUE ESTA SENSAÇÃO QUE RELATAS É RESULTADO DE TANTOS DESMANDOS NO MOMENTO ATUAL DE NOSSO PAÍS, QUE TALVEZ NOS FAÇA DUVIDAR DO FATO DE ESTARMOS REALMENTE POR AQUI.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Magui Só disse...

Hoje mesmo eu estava contando aos meus filhos que eu voltava da escola de bonde, sozinhaou com minhas irmãs,voltando do Grupo Escolar Barão do Rio Branco até o Sion.Descia na rua Grão Mogol subia a rua Flórida.Ficava sentada nas raizes dos ficus, de tão grandes formavam bancos, na Av. do Contorno.Ninguém me incomodava e tudo saia bem.Hoje não sei se crianças de oito anos podem fazer isso.Super população, culturas importadas, vergonha de ser simples.Se não nos adaptarmos está na hora de morrer.Bjs.

Cristal de uma mulher disse...

òtimo texto..tudo tem um porque acredite nisto.

Um beijo