Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

terça-feira, 5 de novembro de 2013

PERSONAL MUSIC

Conjuntos dos Painéis Cadinho RoCo, uma bela dica pra presentear quem gosta de arte, a preços bem interessantes
PERSONAL MUSIC
     Quando criei projeto substituindo o já usual Disc Jokey – DJ pelo Personal Music, bem sei que a partir daí criei também nova postura para o tradicional discotecário. Ao invés de admitir o engenheiro de som Dodão como mero DJ, por força do seu talento e competência considerei ser saudável criar a marca Personal Music.
     Na realidade, o Personal Music é um profissional diferenciado que cria repertório realçado por características pessoais, ou personalizadas. Em outras palavras, enquanto Personal Music Dodão assina seu trabalho que é único, diferente de tudo que rola por aí.
Belo Horizonte, 05 novembro 2013
CHICLETE
     Sábado é dia de casamento. Por isso a Igreja de Lourdes encontra-se toda decorada, florida e arejada pela brisa do amor.
     Antes de cumprir o calendário casamenteiro, a missa da tarde.
     Igreja lotada. Ao meu lado uma mulher esbelta, linda. Cabelos escuros e refletidos por uma tonalidade ruiva ainda mais expressiva ao receber o colorido da luz que atravessa os vitrais da igreja. Alta, magra e concentrada em seu instante de oração. Ela masca um chiclete, sem perder a serenidade do seu semblante.
     Depois do ofertório, a Eucaristia. Momento sublime. Ela reza com fervor. Ela masca um chiclete. Chega o momento da comunhão. Ela, sem qualquer cerimonia, tira da boca a goma e segue sem pecado para a Hóstia Sagrada.
     Depois da benção, sigo meu caminho retornado ao tempo daquelas aulas de catecismo. Em mim, a proposta do jejum, para que possamos sentir com toda intensidade o sabor da comunhão com Deus. Mas ela, esquecida do jejum, comungou trazendo em seu paladar a doçura de um chiclete. Mas Ele a perdoou, por perceber que ela naquele instante trazia o hálito da ingenuidade, livre de qualquer culpa.

Belo Horizonte, 18 junho 2002

Um comentário:

Célia Rangel disse...

Que senhora deselegante, hein Cadinho?
Abraço.