Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

domingo, 3 de novembro de 2013

PONTUANDO

Conjuntos dos Painéis Cadinho RoCo, uma bela dica pra presentear quem gosta de arte, a preços bem interessantes
PONTUANDO
     O meu propósito é fazer sim com que as pessoas leiam mais, comprem mais livros, invistam na literatura com apoio e patrocínio, ou qualquer tipo de incentivo que possa ser útil à sua sobrevivência e crescimento.
     A minha inquietação está é em perceber o quanto há de pasteurização no agir e pensar de populações inteiras entregues às péssimas programações televisivas e aos noticiários das emissoras de rádio limitados por equipes de profissionais imaturas demais. Tudo porque quando abrimos mão da leitura de qualidade, que é aquela que vai muito além das futilidades propostas e até impostas pelo cotidiano, passamos a ter todo nosso agir comprometido por atitudes grosseiras, tolas, infantis.
     Sem bom uso da boa leitura não conseguimos sequer perceber o quão pequenos somos nesse mundo de tantas possibilidades.
Belo Horizonte, 03 novembro 2013
A OUTRA ASA
     Passarinho voa. Pudesse, ela o pegaria com mesmo ímpeto que parece querer pegar o amor.
     Passarinho voa livre, como livre parece voar o amor. Passarinho bate asas, sem dizer pra onde vai. Ela então experimenta vazio no peito. Coração, gaiola sem grade, bate sem dizer nada.
     Amor voa. Pudesse, ela voaria com ele. Em seus olhos, a certeza de alguma dúvida a pesar o corpo. Presa na gaiola trancada pela paixão, ela tenta escapar. Mas não há gaiola, nem trava alguma. De suas palavras, dúvida de uma certeza a aliviar seu corpo. Ela escapa.
     Ela voa. Pudesse, passarinho levaria o amor até ela. Passarinho, ela e o amor, no vôo de um mesmo céu. Ela então percebe ser o amor, o bater de duas asas feitas em um mesmo vôo. E se o amor é mais que bico e pena, que passarinho é esse?
     Ela voa livre, como livre parece voar o amor. Mas e a outra asa?
Belo Horizonte, 29 maio 2002


2 comentários:

GL disse...

Ora aí estão duas temáticas pertinentes. O alerta para a importância de leituras de qualidade, e a beleza do amor.
O que é facto é que são ambas essenciais à vida.

Abraço.

Magui Só disse...

Nem sei se a literatura atual merece tantas loas. Outro dia comprei um livro e, ao terminar de ler, rasquei e joguei no lixo.