Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

QUEM SOMOS?

Conjuntos de Painéis Cadinho RoCo, óleo sobre tela, ótimo presente pra quem gosta de arte
QUEM SOMOS?
     Nem sempre enxergamos o que nos é mostrado. Pior ainda é acreditar na visão do que está a nos mostrar, até com alguma insistência, o que não conseguimos enxergar. E isso se deve, em muito, à nossa teimosia, à falsa ilusão de uma suficiência que não assumimos em nós mesmos.
     A disposição em agir exubera em juventude o ser que ao mesmo tempo torna-se exuberado pela indolência que, em muitos casos, está mais pra veneno do que pra alimento.
     De todos os nossos sentidos a grandeza de dotes que não conseguimos dar plenitude a eles. Essa contradição mostra infinitas possibilidades impossibilitadas por nossas limitações.
     Somos plenos mas incapazes de tirar a plenitude dos mistérios que nos aprisionam.
     Na realidade, vivemos parte do que somos.
Belo Horizonte, 08 novembro 2013
FIO DE NAVALHA
     A sensação é a de estar equilibrando sobre fio afiado de navalha. O corpo precisa estar ereto e desprendendo seu peso o tempo todo. Entre passo e outro a necessidade de sair rápido para que ele não acabe fazendo pressão capaz de cortar o pé.
     Desta situação surge o cofre. Uma pequena caixa de metal, pintada de azul e corte para depósito de moedas. Em uma de suas laterais, um círculo para introdução de cédulas. Uma trava, com pequeno cadeado servido muito mais como lacre de preservação, do que de segurança.
     Em princípio, o cofre está servido para guardar contribuições, em dinheiro. Mas sua função não está limitada a esse raciocínio. Ele poderá também, servir como caixa postal recebendo bilhetes e recados a proporem interessante comunicação. Mas a necessidade acorda para o cofre, como instrumento de salvação a essa terrível escassez financeira, a exigir rigoroso equilíbrio.
Belo Horizonte, 20 maio 2002


3 comentários:

Célia Rangel disse...

Viver é um grande mistério, Cadinho que envolve muito misticismo.
Abraço.

Minha vida de campo disse...

Olá, sempre questionador.
Tenha um ótimo fim de semana.

Sonia Cidreira disse...


Nos cofres também podemos guardar o AMOR, na certeza de que serão assaltados e "contaminados" por este sentimento capaz de modificar tudo e todos....bjs