Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

FESTA SINCERA

SÉRIE XAMÃ dos Folhetos Cadinho RoCo
FESTA SINCERA
     Festa na pizzaria eu assim num canto qualquer penando na vida, na realidade de cada instante, na noite de um silencio só.
     Xamã dormindo em casa, cão filhote com seus sonhos, porque acredito sim que os cães também sonham. E por pensar em sonhos lembro que o melhor é esquecer daqueles que já passaram por mim.
      O passado está ido.
      A festa termina, hora de ir embora com sono que carrego comigo, Xamã aparece do nada denunciando sua espera.
      Deparo com outra festa; a do cão farejando minha chegada numa alegria sincera e acolhedora.
      E de pensar que esse Xamã não é sonho.
Belo Horizonte, 16 dezembro 2013
“GOIANINHO CHEIROSO”
     Preservemos identidade dela que é tão fiel à sua tão querida psicologia. O que não impedirá que ela, na condição de competente psicóloga, conteste dizendo ser antes fiel a ela mesma. Mas em meio às suas amistosas implicâncias, ela aprecia um cigarro de palha, que ultimamente tornou-se identificado por marcas e produzido em série, que poderá significar a emancipação de sua personalidade.
     Sem ter como adquirir tabaco para os meus tão queridos cachimbos, passo a conviver com os anônimos cigarros de palha. Empunho canivete afiado e vou picando o fumo-de-rolo, sem pressa. Da palha, todo cuidado no enrolar que dará forma e prazer ao pitar o tal cigarrinho.
     Mas, para quem não sabe, surpresa não escolhe lugar nem hora. A sensação de paz trazida pelo sabor do fumo temperado pela palha, parece transcender os sentidos permitidos a graciosa paciência. Até chegar aquela nossa prezada psicóloga para, com toda simplicidade, dizer ser o cheiro deste fumo muito fedorento.
     Não entendo. Como poderá ser fedorento este mais legítimo “Goianinho Cheiroso”? E de mais uma esplêndida baforada, concluo estar no comentário da psicóloga, forma de carinho. Sem querer a complexidade de conclusão mais profunda, deixo o caso para a psicologia. E de um leve aperto na palha, eis que mais esperto fica o sabor e o digníssimo aroma do “Goianinho Cheiroso”.
Belo Horizonte, 28 outubro 2002

5 comentários:

Ana Bailune disse...

Com ou sem pizza, Feliz Natal e um excelente 2014!

Carla Ceres disse...

Acredito que cães e gatos sonham, sim, Cadinho. Às vezes, se mexem tanto durante o sonho que acabam acordando e começam a procurar ao redor, tentando encontrar aquilo com que estavam sonhando. Abraço!

Célia Rangel disse...

Ai está a melhor das festas - a do Xamã - que demonstra afeto em sua simplicidade canina... Sonha / festeja e é feliz!
Abraço.

Pérola disse...

E festa é sempre festa.

Boas Festas!

Beijinho

DIOGO_MAR disse...

O Xamã, é um cão fantástico.
Ele também quer um presente de natal!

Boas festas.

http://diogo7mar.blogspot.pt/