Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

NADA

SÉRIE XAMÃ
dos Folhetos Cadinho RoCo
NADA
     Pensando e conversando com Xamã vasculho pensamentos.
    O que nos leva a acreditar num ano novo promissor?
    Nada. É o que me vem como resposta traduzida do rosnado do Xamã que continua: O acreditar é antes algo que carregamos em nós, para nós mesmos. Acreditamos quando queremos acreditar, quando sentimos que podemos ou devemos acreditar.
     O ano novo e nada é a mesma coisa diante do que somos e só será algo a partir do momento que quisermos que seja. Caso não acreditemos no ano novo ele simplesmente deixará de ser ano novo para ser ano a mais de um calendário que só existe porque tratamos de adota-lo.
     Ao acreditar o importante mesmo é antes darmos fé a nós mesmos, à nossa força, ao nosso poder de realização, ao nosso caminho de crescimento, ao nosso potencial de conquista.
     Xamã então fecha assunto, sai e vai tomar água.
Belo Horizonte, 03 janeiro 2014
EU AGORA
     Dia amanheceu com penas azuis e amarelas. Sol voou em meu dorso arara que buscou sombra naquela árvore enorme. Lugar distante e desconhecido. Sítio à margem da cidade. Coimbra que diz possuir melhor clima do mundo.
     Ao frescor da árvore, meditei num silencio confundido por folhas quietas a respirarem ruído de vento manso. Nuvens no céu chamavam chuva. No chão, lama de água passada. Segui rumo ao litoral. Calor fez verão invadir janeiro de singular beleza. Sol voando na luz da paisagem colorida. Até que cheguei naquela palmeira altíssima. Do pouso, o mar distante na maré de meus olhos. Na praia, pescadores e barcos abarrotados.
     Farol de São Tomé.
     Sobrevoei observando horizonte que era pura água. Foi aí que percebi ser o céu líquido.

Belo Horizonte, 22 janeiro 2003

9 comentários:

Lu Nogfer disse...

Olá Cadinho!

Belas e inteligentes postagens sempre.

Um fabuloso 2014 pra voce com sonhos bem sonhados e realizados.

Um abraço!

Lu Nogfer disse...

Aqui pelo espirito Santo tb eram barcos em vez de carros.
Ainda bem que o astro rei tem iluminado por estes dias!

ᄊム尺goん disse...

[E eu por isso, por hoje,
sigo à parte.
Por escolha, por não sentir parte,
por não saber como.
Mas estranhamente feliz.]


bj

Dorli disse...

Oi Cadinho,
Nós só acreditamos num ano bom se tivermos perspectivas boas do contrário o ano se torna o mesmo.
Na altura do campeonato eu só vou me decepcionando com a deterioração da humanidade.
Tento ser feliz dando um jeitinho
Beijos
Lua Singular

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde,
Excelente post. para refletir ba caminhada de 2014.
desejo-lhe um bom ano.
ag

Bell disse...

Tenha um maravilhoso 2014!!!
Pensamentos positivos sempre =)

Dorli disse...

Oi Cadinho
Não entendi
Por que já de volta?
Beijos
Lua Singular

Evy LO disse...

Obrigada por visitar o meu blog, eu te sigo

Laura Santos disse...

Querer muito uma ano novo bom, diferente, é já um grande ponto de partida. Xamã vai beber água porque um novo ano traz sempre consigo muita sede de viver.
E o céu muitas vezes é líquido porque o mundo tem sede.
xx