Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

quinta-feira, 22 de maio de 2014

LEMBRANÇA

SÉRIE XAMÃ
FOLHETOS CADINHO ROCO
LEMBRANÇA
     Fosse vivo, meu pai, Domingos Gomes Cordeiro completaria hoje 102 anos de idade. Não sou muito apegado a memórias literárias, mas gosto muito de enaltecer quem da vida, de maneira ou de outra, fez e faz a diferença independente do tempo.
     “Tudo está submetido à lei do fluxo e do refluxo.” Esta frase por inúmeras vezes dita por meu pai é uma das tantas que guardo em meu coração e aplico em meu cotidiano buscando entender os movimentos do fluir e refluir de todas as coisas.
     Interessante perceber e sentir que, de fato, vivemos entre idas e vindas acontecidas por cadências tão óbvias quanto misteriosas.
     Xamã ouve o que digo, ensaia latido e salto empolgado por essa façanha da vida que vive dando voltas em nós mesmos.
Belo Horizonte, 22 maio 2014
CARINHOSA ACOLHIDA
     Se quisermos e se bem soubermos tirar proveito, perceberemos ser especial todo e qualquer dia nosso. Escrevo digo isso por haver aqui singular instante que só será percebido, se for anunciado. Daí, utilização desse expediente que registra passagem de mais um ano da Série Amorfo, ou seja, criação dos textos curtos Cadinho RoCo, que completam trint’anos de idade. Deles é que há seis anos surgiram os Folhetos Cadinho RoCo e que, já em segunda fase, são lidos interpretados e gravados para apresentações diárias na 87,9 FM – Acertei no Dial – a rádio de Lourdes. Emissora de rádio comunitária que revoluciona a radiodifusão em Belo Horizonte, por sua programação tão criativa quanto eficaz.
     Dos folhetos à magia do rádio os textos Cadinho RoCo vivem início de mais um ano que tem como referência o 13 de junho, dia de Santo Antônio. Aqui registro gratidão pelo carinho de leitoras leitores ouvintes e pela importantíssima acolhida da Rádio Acertei no Dial, que enquanto emissora comunitária dignifica, estimula e legitima o radialismo em nossas vidas.

Belo Horizonte, 12 junho 2004

8 comentários:

Luma Rosa disse...

Oi, Cadinho!
A vida sempre se repete e devemos sempre lembrar o melhor de nós!
Beijus,

© Piedade Araújo Sol disse...

uma bela homenagem ao seu pai...

obrigada pela visita.

:)

Carla Ceres disse...

Essa frase do seu pai é sábia, Cadinho. Bela homenagem mesmo. Abraço!

Bell disse...

Tudo na vida é aprendizado.
Linda homenagem =)

Minda Silva disse...

Obrigada pela visita, retribuindo e ja seguindo ...

É tão lindo homenagear as pessoas que amamos, principalmente quando lembramos seus ensinamentos ... E os seguimos ...

A vida segue e a cada dia um novo recomeço ...

Abraços
My

Suzete Brainer disse...

Bela homenagem ao seu pai!

A sabedoria é uma preciosidade,

um olhar profundo e sensível,

simplificando a vida...

Grata pela sua visita!

Abraço.

Andréa disse...

Olá, Cadinho!
Postagem saudosa e emocionante.
Gostei muito de saber um pouco sobre o seu pai, linda homenagem!

Abraços,
Andréa

Luiza Jardim disse...

Oi!
Obrigada pela visita lá no blog!
Gostei muito do seu blog também...
Adorei a lei do fluxo e do refluxo! :)
Até mais!
Lu
http://resenhasdalu.blogspot.com.br/