Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sexta-feira, 20 de junho de 2014

PASSEANDO

SÉRIE XAMÃ
FOLHETOS CADINHO ROCO
PASSEANDO
No início da manhã
Saio com cão Xamã
Céu ainda escuro
Respiramos ar puro.
Penso no paraíso e na maçã
Eu vestindo suéter de lã.
Frio na rua e naquele muro
Xamã com seu vagar seguro.
Cores brotam da aurora
Ruídos proclamam despertar
Acorda que já é hora
De sair desse sonolento bocejar
Vamos eu e Xamã embora
 Amanhã voltaremos a caminhar.
Belo Horizonte, 20 junho 2014
SEM PRESSA
     Caminhávamos sem pressa. Ela disse-me passar por momentos difíceis. Questionamentos íntimos, valores expostos a dúvidas a irem mutilando perspectivas tão antigas. Tudo numa mudança veloz e meio perdida.
     A lanchonete estava aberta e vazia. Convidei-a para tomarmos um suco, refrigerante para refrescar a conversa. Ela precisava chegar em casa. Estava atrasada. E foi assim que de repente tempo cismou desaparecer. Nossa despedida deixou desenho de transparente interrogação. Certeza de um dia podermos conversar mais. Seu jeito alegre e descontraído ficou encolhido. Era noite de um frio que vinha vindo devagar.
     Continuei caminhando sem pressa e sem sua companhia física. Mas ela seguia passos do meu pensar. Foi só uma caminhada. Foi só uma conversa rápida que sempre passa por mim, sem pressa.

Belo Horizonte, 11 outubro 2004

4 comentários:

Nanda - Arca de Rabiscos disse...

Uma conversa que ficou na memória, apesar de breve. Legal o texto!
Bom fim de semana!

Carla Ceres disse...

O inverno chegou hoje, Cadinho. Vai ter que comprar um casaco pro Xamã. Abraço!

Amara Mourige disse...

Cadinho, lindo seu trabalho! Gostei do texto!
Um abraço
Amara

Marlene Ferreira disse...

vim agradecer sua visita e conhecer seu blog! Lindo poema, amei!

Desejo um maravilhoso fds!