Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

quarta-feira, 4 de junho de 2014

PROPOSTA INDECOROSA

SÉRIE XAMÃ
FOLHETOS CADINHO ROCO
PROPOSTA INDECOROSA
     Na dúvida, o moço que saiu do bar atraído pela imponência do Xamã preferiu dar ouvidos à minha recomendação e guardou alguma distância do cão. Mas não parava de falar do seu fascínio pelos cães da raça Pastor Alemão e abriu assunto para uma proposta. Queria Xamã pra ele. Xamã surpreso iniciou mudança de comportamento.
     Moço ofereceu disposição em ficar com cão perguntou sem rodeio se eu não aceitava um carrinho de pipoca novo, todo equipado, na troca pelo cão. Tempo fechou de imediato.
     Xamã ao ouvir aquilo demonstrou com rabo ereto e rosnado de braveza sua indignação. Nem tive como responder, cão muito exaltado querendo partir pra cima do gaiato que foi se afastando, tropeçando e repetindo: mas o carrinho é novo, todo equipado, ótimo pra vender pipoca...
Belo Horizonte, 04 junho 2014
EU PERDIDO
     Pediu-me dinheiro qualquer para dar de comer aos seus dois pequenos filhos. Mas sua expressão era a da própria fome.
     Nenhum dinheiro no bolso, a não ser aquele pouco necessário para o que tinha eu que fazer. Mas não tive como ignorar aquele pedido mãos trêmulas estendidas. Disse-lhe não ter dinheiro nenhum ali, naquele instante. Homem parecia não ouvir. Falava no repetido apelo voz enfraquecida. Era a própria humilhação. Vontade de sair dali logo. Mas e a solidariedade?
     Um ser humano jovem e perdido em meio ao movimento da cidade. Fui embora mais perdido ainda. Eu, a cidade, tudo perdido, desfeito, decomposto, deplorável. Deixei aquele homem com a fome dos seus dois filhos pequenos, que não estavam com ele. E a fome dessas crianças? E o meu estar sem dinheiro disponível?
     Atravessei a rua atordoado. Eu queria gritar, parar o mundo, pedir um dinheiro qualquer para ele e seus filhos pequenos e famintos. Mas não fiz isso. E quando tentei encontra-lo novamente, ele sumiu. Fiquei no silencio que agora faz de mim, ser desaparecido de mim mesmo.

Belo Horizonte, 30 julho 2004

5 comentários:

Bell disse...

Menino

Até eu fiquei chocada, já estão de olho no Xamã.
Tem que ser muito cara de pau para oferecer essa troca hein?
Loucura.. loucura rs...

Nina disse...

Impossível ler o título "PROPOSTA INDECOROSA" e não lembrar de Faroeste Caboclo.
Existem trocas que o dinheiro não paga...

Abraços,
Nina & Suas Letras

Carla Ceres disse...

Tá certo, o carrinho é bonito, mas o Xamã é lindo e querido. Animal de estimação a gente só vende se não tiver condições de cuidar. Fica de olho no Xamã, Cadinho. Aqui em Pira, já existem sequestradores de cães de raça. Abraço!

ONG ALERTA disse...

Impressionante...
Abraço Lisette.

Ju disse...

Quem trocaria um cachorro por um carrinho de pipoca?? Que proposta absurda!! Ainda bem que o cão reagiu! rs...

Ju
Entre Palcos e Livros