Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sábado, 30 de agosto de 2014

TAUÁ



SÉRIE XAMÃ dos
FOLHETOS CADINHO ROCO
TAUÁ
     Em Araxá acordei cedo, como tenho costume de acordar sempre, mas fiquei na cama. Conforto do Grande Hotel é tentação em forma de aconchego. Veio sol manhã mostrando dia no tempo passando lembrei-me do banho vindo daquele chuveiro água na transparência do prazer.
     Meu Deus, que delícia!
     Penso no Xamã pensando em nossa caminhada eu no entorno do Grande Hotel balbuciando tauá. Foi aí que, na beira do lago, me deparei com garça afastada de qualquer susto permitindo minha aproximação. Quando bem perto garça se fez índia pele dourada mãos enlameadas. Olhou pra mim e perguntou se sei o que significa tauá. Digo que não ela enfia mão na lama e mostra dizendo: - Tauá é barro amarelo.
Belo Horizonte, 30 agosto 2014
ODISSÉIA DOS FOLHETOS
     Tempo passa, dia passa. Vem semana que vai, mês indo embora. E no vagar de tudo todas as coisas, o desafio dos folhetos que seguem seu rumo conhecido desconhecido. Das casas lotéricas da Gabriela e da Juliana ao bar da Bia e da Adriana, folhetos ficam à espera dispor de leitores leitoras. Eles são levados pelo Nadyr e por mais muita gente, pessoas que buscam deles leitura distração reflexão.
     Acordo cedo e levo folhetos para lojas, escritórios, pizzarias, bares, restaurantes, copiadoras, livrarias e tal e tal. Perco contato com eles que seguem destino que desconheço nem imagino. Vez por outra alguém surge trazendo este aquele comentário. E a expectativa necessidade de novos patrocinadores, faz de mim alguém que acredita no hoje amanhã.
Belo Horizonte, 29 abril 2005

2 comentários:

Dorli disse...

BOA NOITE CADINHO
TÁ SUMIDO, POR QUÊ ?
SERÁ QUE ESTOU ESCREVENDO TÃO MAL?
Beijos
Lua Singular

Luma Rosa disse...

Oi, Cadinho!
Que delícia estar em Araxá conversar com uma garça no Grande Hotel (rs*) Eu ri, achei muito engraçada a sua história.
Acreditar, sempre!
Beijus,