Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

quarta-feira, 1 de julho de 2015

PROPAGANDO



SÉRIE XAMÃ
FOLHETOS CADINHO ROCO
PROPAGANDO
     Não dá pra esquecer nem tão pouco distrair daquilo que ambicionamos. Daí a necessidade de sempre manifestar empenho dos Folhetos Cadinho RoCo em conseguir patrocínio. O projeto que começa com mil exemplares dia buscando conquistar três mil exemplares dia após terceiro mês do seu início não pode ser deixado de lado. Numa mesma preocupação o propósito em humanizar mais a propaganda de empreendedores que anunciam seus produtos de maneira tão equivocada, não pode ser desprezado.
     Xamã late forte quando sente necessidade de propagar seja lá o que for.
Belo Horizonte, 01 julho 2015
FALOU E ACERTOU
     Escutei na noite passada frase sábia que foi-me dita pela Raquel: “Sobra de tudo para aquele que fica.”
     Pois é justo isso mesmo o que sinto quando então todos vão embora, viajam e fico eu no silencio de mim mesmo. Eu e tudo quanto é sobra a impor variado exercício ao fazer de cada coisa. E não é porque não quero que deixo de viajar. Os motivos são alguns que nem cabem aqui serem citados.
     Mas também ontem tive oportunidade de escrever para a Ritoka, que está meio incomodada por estar onde não queria estar. Aproveitei ocasião e alertei-a para o fato de que somos nós que devemos fazer do lugar onde estamos, o melhor. Pode até não funcionar como pretendemos, mas que serve de alerta, isso é que serve. Antes assim do que render ao que por si só estampa tremenda chatice.
Belo Horizonte, 30 Dezembro 2007

3 comentários:

M. disse...

“Sobra de tudo para aquele que fica.” - sem dúvida, também passo por isso!

lua singular disse...

Oi Cadinho,
Quanto tempo
Às vezes, por conveniência, procurar gostar do lugar que por ora está.
Beijos no coração

Ghost e Bindi disse...

Pois assim é, na vida...nem sempre podemos estar onde/como queremos, mais sábio então tentar fazer do lugar/circunstância o melhor possível, do que entreter amarguras e lamentar-se pelo que não temos. No mais das vezes, provavelmente é nesse lugar que estão as lições a aprender.
Um grande obrigado pela sua visita.
Abraços!

Bíndi e Ghost