Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sexta-feira, 17 de julho de 2015

“SINCERA”



SÉRIE XAMÃ dos
FOLHETOS CADINHO ROCO
“SINCERA”
     Bastou uma pessoa recorrer ao conselho do Xamã para que outras surgissem via e.mal.
     Esta vem assinada pela “Sincera” e quer saber o que Xamã recomenda:
     “Estou apavorada com a quantidade de mentiras e falsas promessas que passei a ouvir todos os dias. Dizem que no Brasil agora o que vale mesmo é a mentira e por isso quero saber do Xamã se também devo embarcar nessa de mentir pra todo mundo.”
    Xamã balança cabeça e pede que eu traduza resposta que então escreverei tão logo a tenha em meu poder.
Belo Horizonte, 17 julho 2015
DA RAZÃO
     Quanto maior for a atitude da intolerância, maior será a necessidade da compreensão. Não é pela resistência que conseguiremos ser mais tolerantes. Não é pela falta da compreensão que alcançaremos o entendimento.
     Quando tocado pelo amor, o sentimento torna-se amplo e capaz de libertar com mais intensidade a compreensão.
    Aos nossos impulsos, todo e qualquer estímulo poderá desencadear o excesso que antes poderíamos evitar.
     A razão, ainda que possa parecer absurda, dispensa o expediente do conflito.
Belo Horizonte, 01 março 2008 

6 comentários:

Teresa Silva disse...

A sinceridade é meio caminho para a paz de espírito, depois disso a vida fica melhor (pelo menos eu penso assim).

Bjxxx

Graça Pires disse...

O seu Xamã vai encontrar uma resposta cheia de sabedoria...
"A razão, ainda que possa parecer absurda, dispensa o expediente do conflito" Concordo em absoluto...
Um beijo.

Reflexos e Sinais da Alma disse...

Vivemos num tempo em que a necessidade de Aperfeiçoamento ( a todos os níveis) é cada vez mais permente , para que possamos conviver em melhor harmonia individual e coletiva .

Silenciosamente ouvindo... disse...

Meu Deus essa coisa da mentira e da verdade...
É mesmo complicada!!!
É mentirosos compulsivos!!!
Então os políticos...se falassem uma vez
que fosse verdade caía um braço...
Abraço amigo
Irene Alves

M. disse...

De facto, quando vemos pessoas que mentem descaradamente e se dão bem, ficamos a pensar se é mesmo assim!

Cristina Oliveira disse...

Nada como a sinceridade, para nós e para os outros!