Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

domingo, 13 de setembro de 2015

AQUELA MANICURE



AQUELA MANICURE
     Aquela manicure atende a domicílio contando com freguesia certa. Ouve mais que fala em alguns lugares, em outros fala mais que ouve sempre temperando conversa para não demonstrar indiscrição, nem ganhar fama de possuir temperamento mexeriqueiro.
     Fica sabendo com interessante antecedência do que aconteceu na casa da fulana, do que houve com aquele casal, de algumas confusões familiares e assim vai a manicure pintando unhas e abrindo tonalidades outras do que encerrado está, ou estava, nos lares da vizinhança, nos condomínios dos prédios ou até mesmo no comércio próximo.
     A manicure se mostra sempre ágil, competente e de enorme importância, sobretudo para aquelas senhoras que adoram unhas bem tratadas e língua afiada.
Belo Horizonte, 13 setembro 2015
ACONTECE
      Acontece aqui, acontece ali, tudo pode acontecer.
     Acontece que pode também não acontecer. Mas também acontece o que pensamos que acontece, mas que não acontece. Ou então, o contrário. Por isso é que entre lado e outro de cada situação, o medo e a coragem. Aí o jeito é acreditar, ou desacreditar.
     Acontece que não dá pra confiar pela desconfiança e nem desconfiar pela confiança. É confusão sim que paira em meio ao leva e traz de lado a lado.
     Acontece que há muito jeito para o pensar. E muito engano também. Aí é que acontece o que pensamos que acontece, mas que não acontece. Não dá pra escapar porque vida não vive sem acontecimentos. E são deles é que tudo nasce e cresce, morre desaparece.
Belo Horizonte, 19 setembro 2008  

Um comentário:

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Cadinho
Esta manicure sabia unir o profissionalismo ao saber-viver que requer uma sabedoria especial.

*agradeço-lhe a presença lá do lado do sol.
um abç