Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

POUSO DO REPOUSO



POUSO DO REPOUSO
Ouço o vento que não vejo enquanto vejo o sonho que a noite traz de maneira tão misteriosa. Imagens por vezes turvas e em algum instante nítidas demais.
     Reconheço momentos que nunca vivi outros que aparecem em suposições confirmadas pela realidade. Ainda assim, não me preocupo com eventuais previsões vindas sabe-se lá de onde, idas sabe-se lá pra onde.
     Ondas transparentes a buscarem e entregarem estrondos ingênuos ao vento que mais parece brincar de sonhos com a noite escura.
     Antes que o dia amanheça eis que despertado sou vivendo espécie de pouso saído do repouso.
     O que será desse novo dia?
Belo Horizonte, 07 setembro 2015
ESTRANHEZA
     Estou cansado para muitos assuntos e com preguiça de outros tantos. E de tanto falar, ouvir, ler, observar, apontar, mostrar, concluir, confirmar e deparar com a evidência de posturas a não provocarem nenhum tipo de ânimo. Falta de alternativa diante do que surge de maneira pra lá de previsível.
     Modos muito rasteiros mesquinhos mentirosos e já nem preocupados em querer negar o que antes propunha tanta vergonha, zelo e precaução. Mas agora já não se faz necessário nada dizer. Quem entende que entenda como quiser e quem não quiser entender que se dane.
     Estou cansado e diante do que pensei inacreditável. Agora, sei que em mim a crença é o que faz com que eu cada vez mais seja um estranho desse mundo.
Belo Horizonte, 29 julho 2008

5 comentários:

Andreia Morais disse...

Adorei o começo! É poético.

r: É isso mesmo*

patrice disse...

Adorei o texto!
Obrigada pelas palavras no meu blog.

Ana Freire disse...

Pois então, que pelo menos os sonhos, nos sirvam de repouso... Belo texto, Cadinho!...
Passando por aqui, enquanto a net permite... agradecendo sua simpatia e atenção, em sua visita, por lá no meu canto...
Ainda de férias, que começaram um pouco atrasadas, por motivos de saúde de um familiar... e por isso, ainda ausente mais alguns dias, no meu blog... mas dando uma espiadinha nos blogues... sempre que se proporciona... e quando a net o permite... um pouco problemática, aqui no local, onde me encontro...
Esperando que esteja tudo bem aí, desse lado...
Logo mais, virei com mais tempo, ver o que andei perdendo por aqui, entretanto. Até lá...
Abraço!
Ana

La Joie de Vivre! disse...

belíssimo post, gostei imenso de o ler :) beijos

Jeanne Geyer disse...

gostei mais do desabafo,rsrs a alma migrou para os dedos no teclado :))) bjs


http://mentesinfantisfuturodapaz.blogspot.com.br/