Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

HORA PASSADA


HORA PASSADA
     O tempo não para e passando tal como passa dispara ansiedade na gente apressada que mesmo assim vive atrasada. É que a hora passou rápido demais e a noção do tempo ficou pra trás e tempo passado não volta mais.
     Hora perdida, hora encontrada num outro rumo, num outro sentido e num outro acontecimento.
     Tudo na vida traduz algum significado.
Belo Horizonte, 16 fevereiro 2016
FLUIR DO AGORA
     Cada instante traz consigo uma razão de ser. Cada instante traz consigo o que não está nem para o atraso e nem para o adiantado da hora. Cada instante é único e por isso mesmo é que nunca é demais procurar entende-lo e percebê-lo integralmente.
     João da Barra é o que está para ser porque nele o tempo não distingue nem antes e nem depois. Para João da Barra todo feito acontece é pelo agora e não pelo antes ou depois. Por isso mesmo é que João da Barra sempre exalta a virtude do amor, que para o seu pensar tem sempre que estar presente em tudo que vivemos pelo enorme fluir do agora.

Grussaí, 20 dezembro 2009

6 comentários:

Cristina Sousa disse...

O tempo não para... ele foge!
Um beijo e feliz semana

Cristina Sousa disse...

O tempo não para... ele foge!
Um beijo e feliz semana

Pensamentos Com Asas disse...

Uma vez vi uma teoria que dizia que não era o tempo que corria e sim agente que envelhecia. O tempo sempre esteve ali parado. Mas o nosso relógio biológico não!

Beijos e obrigada pela visitinha ^_^

Já estou te seguindo no blog.

Miss Smile disse...

E não será o presente, esse mítico instante, uma coisa que não existe? Não serão os instantes sempre instantes passados? Porque quando tomamos consciência do instante, ele já passou.

Um boa semana :)

Maria Rodrigues disse...

O tempo passa velozmente por nós, por isso, há que viver o melhor que nos for possível, o momento presente.
Um abraço
Maria

Ana S. disse...

Cada vez mais o tempo corre! As horas passam depressa demais e mal começamos Janeiro, num instante chega Dezembro.