Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

EXISTINDO

EXISTINDO
      Cada um de nós tem seu jeito de ser, cada dia que nasce tem seu jeito de ser, cada movimento tem seu jeito de ser.
     Diante do papel a insinuação do sentimento a perceber pela transparência da intenção a aquarela que está por surgir. Movimento de quietude que sai pela busca que reage ao impulso do querer então pronunciado pelo ainda inexistido.
      Passagem espetacular a iniciar processo que segue transpirando corpo e alma. E o nascimento em sua vinda a confundir, ou incrementar, a natureza manifestada em viver.
      A aquarela com seu jeito de ser ganha forma passando a existir e iniciar sua trajetória ida sabe-se lá para onde.
Belo Horizonte, 25 janeiro 2018
OVELHA VERDE
     Confesso não ter sido tão simples reconhece-la à primeira vista. Seu jeito manso e quieto confundiu minha visão. O que não chega a ser tão raro assim. Por quantas vezes imaginamos estar vendo o que em verdade não é exatamente o que estamos vendo? E se formos levar isso ao universo dos seres, aí é que perceberemos mesmo o quanto somos suscetíveis aos enganos.
     Mas quando consegui identifica-la, um raio de emoção cortou meu intimo. Era ela, a ovelha verde. Sua aparição, se assim posso dizer, surgiu em momento mais que oportuno. Com pensamentos embaralhados, a força de sua referência foi brotar de alívio. A ovelha verde estava ali agasalhando o frio, alimentando a alma, ruminando e distinguindo o sentimento do afeto tão saudável aos nossos mais extravagantes convívios. Sua cor em contraste com a paisagem era pura expressão de oportuna mensagem: entre tonalidade e outra existente no verde e em outros tantos verdes.     
     Uma presença de incontestável prudência.
Belo Horizonte, 05 setembro 2002


5 comentários:

Os olhares da Gracinha! disse...

Existir só por si já é maravilhoso e quanto à verde ovelha há subtileza na escrita!!!bj

Os olhares da Gracinha! disse...

Existir só por si já é maravilhoso e quanto à verde ovelha há subtileza na escrita!!!bj

* yllenah * disse...

É verdade.. Cada um de nós tem nosso próprio jeito que vai se completando com o jeito de outras pessoas, até ter uma verdadeira simbiose de completudes. Essa busca é sempre uma realidade em nossas vidas...

Nuno Filipe disse...

E não será no jeito de ser que está implantado o carácter e a personalidade de cada ser humano?
.
Escrevi: * Casado/a há 10 anos...Outra pessoa na sua cama. Aceitaria? *
.
Cumprimentos sensuais
.

Mary Lane Amaral disse...

Cada um é do jeito que quer ser e deixar o mundo ser como quiser. Mas aquilo que criamos tem o nosso jeito, o nosso feitio e a nossa cara, não tem como negar!!!!!! beijossssss