Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sábado, 3 de fevereiro de 2018

SOPRO

SOPRO
      Já estive em Portugal, mas tenho muita vontade de conhecer a região sul do País, o Algarve.
      Tenho singular identificação com o mar e mais precisamente com as praias marítimas.
      Tenho sonhos que não acabam mais relacionados ao mar, às praias e ao desejo incontido de um dia poder morar no litoral, desejo que trago comigo vida afora.
      Tudo tão simples quanto evidente demais enquanto deslizo pela inspiração a então fazer com que eu fique entornado na aquarela que nasce em mim e de mim para o papel feito em pouso da minha atenção diluída em instantes só descritos pela água e pela tinta. Tudo tão evidente diante dos meus sentidos idos para a beira do mar que então sopra aquarela como quem resolve abençoa-la.
Belo Horizonte, 03 janeiro 2018
DERBAKA
     Foi linda a aparição daquele som. A percussão do instrumento foi ganhando ambiente, doutrinando ouvidos e inquietando corpos.
     Não era uma darbuka. Era uma derbaka.
     Cheguei mais perto. Os dedos ágeis do percussionista na pele esticada causava arrepio. Braços em busca de gestos no K-Bab que respirava outra dimensão do tempo. E a música no encanto daquelas mulheres transpirando vida. Coração no palpitar do ventre, no balanço dos ombros, na ousadia das pernas, nos pés descalços, no dedilhar de delírios.
     Era uma derbaka que é a darbuka libanesa. Se é assim, a darbuka é uma derbaka egípcia. Pensamentos em busca de lógica. E o estalo daquele toque a provocar imediata reação da sutileza de atento pandeiro. Colares, anéis, pulseiras e a beleza daquela tiara. K-Bab na sede de tanta sedução. Até que a derbaka inquieta, de um toque definitivo, instala o silencio.
     Aplauso delirante.

Belo Horizonte, 22 novembro 2002

5 comentários:

Os olhares da Gracinha! disse...

Aplaude-se a sua capacidade de escrever!!!
Bom sábado

Os olhares da Gracinha! disse...

Aplaude-se a sua capacidade de escrever!!!
Bom sábado

Maria Rodrigues disse...

O mar sempre inspirou e inspira os poetas e pintores.
Belas e inspiradas palavras.
Bom fim de semana.
Um abraço
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

© Piedade Araújo Sol disse...

Cadinho
eu costumo dizer que o mar é a melhor terapia para todos os males, e que é (e sempre vai ser) a inspiração dos poetas.
Bom fim de semana.
beijinho
:)

Mary Lane Amaral disse...

Bem disse Caymmi;;;"O mar quando quebra na praia, é bonito é bonito, o mar!!!!!" Na Bahia ou no Algarve "Quem vem pra beira do mar, nunca mais quer voltar" ! E fazer Aquarela olhando para o mar é quase uma oração! bjsss