Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

domingo, 19 de julho de 2009

SINAIS QUE APARECEM

Os interesses são muitos
SINAIS QUE APARECEM
Numa conversa que tinha tudo para ser pouco mais que nada surgiu assunto que cresceu. E daí coisas da vida que sugeriram outras porque no fundo tudo traz sentido de semelhança ainda que distante.
Se daqui digo sobre conversa que tratou de fé e esperança, eis que daí esperança poderá despertar outro lado da fé em busca de outro propósito, mas que tem semelhança com o que aqui é tratado.
Assim é que aprendemos a entender e interpretar os sinais que aparecem.
Belo Horizonte, 19 julho 2009
PESQUISA ISENTA?
Não existe pesquisa sem indução.
Nas pesquisas eleitorais, por exemplo, questionários induzem pessoas a respostas.
Existirão perguntas isentas?
Aí é que surge a pesquisadora apontando para o fato de que as perguntas só serão isentas, se delas surgirem respostas isentas.
Existirão respostas isentas?
E neste contexto não será difícil chegar a outro questionamento não menos interessante.
O que é ser isento?
Será possível induzir com isenção?
E para completar, afirmação não menos conclusiva.
Não existe pesquisa isenta.
Belo Horizonte, 20 setembro 2006

15 comentários:

Cleo disse...

Bom, muito bom. saber interpretar os sinais é importante sempre.
Beijos e um maravilhoso domingo cheio de sinais significativos.
Cleo

doiSabores disse...

Simplesmente porque não existem pessoas isentas...
Beijos saborosos

Serena Flor disse...

Não havia pensado nisto meu querido.
Realmente toda pergunta tem algo por trás dela...interessante!
Um grande beijo e ótimo Domingo pra ti meu querido!

Ana Lúcia Porto disse...

Interessante observar que sinais podem aparecer desse modo, numa conversa onde paira a Fé e a esperança...
Despertou-me risos, ao final, com esse questionamento: "-Será possível induzir com isenção?"
Beijos,
Ana Lúcia.

HSLO disse...

É verdade viu amigo...ao longo do tempo vamos percebendo os verdadeiros sentidos dos sinais.

Abraços

Hugo de Oliveira

Carol disse...

Olá to de volta...lindo texto!
Bjo

ABB & Kaio Borges disse...

Conversa é mesmo assim. Um assunto puxa outro, que faz lembrar outro, que nos envolve e o tempo parece encurtar!

Luna Sanchez disse...

Cadinho,

Passando para agradecer pelo sábio conselho em meu post "A pessoa A". Tuas palavras me fizeram expandir os horizontes do pensamento...rs.

Obrigada.

Beijo e bom domingo.

ℓυηα

SILVANA PEDRINI disse...

Sinais sempre aparecem!
sinais e sinais, parece incoerente, mas é o que sinto a dizer.

abraço forte

te espero no blog e quero muito sua opnião a respeito do blog Transtorno Bipolar

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

Sinais... É, tento prestar atenção. Os fios dourados que se formaram no seu transformaram-se em aliança!

Beijos e borboleteios

Helinha disse...

Ah...

O problema é que às vezes preocupa-se com coisas irrelevantes e esquece-se de prestar atenção aos sinais...

E também não acredito em isenção, imparcialidade e falta de intenções, especialmente em pesquisas políticas!!

"Só podemos dar uma opinião imparcial sobre as coisas que não nos interessam, sem dúvida por isso mesmo as opiniões imparciais carecem de valor." (Oscar Wilde)

Beijão!!

Fabricante de Sonhos disse...

Gostei muito da mensagem, Cadinho.
Eu acredito muito nos sinais e procuro ficar atenta a eles...

Em cada coisa, um significado escondido...
Lindíssimo!

Um beijão

Tenha uma semana de Luz

JuJu disse...

Se não existem pesquisas isentas, é porque não há vagas em cima do muro hehehe!
Continua escrevendo maravilhosamente bem!
Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!

Carole disse...

Nunca tinha ido tão longe nos meus pensamentos sobre isenção. rs.
Mas agora vejo que quando perguntamos, realmente induzimos alguém a nos responder o que queremos ouvir. Por isso existem maneiras e “maneiras” de se perguntar.
Muito interessante...

Bjos.

Daniel Savio disse...

Isso me lembra o texto do peixes do áquario (não qual os peixes sentiram as energias do lugar e infelizmente morreram), tem coisa que parecem que existem por estarmos em sintonia com a energia...

Acho que deixei meio complicado, por isso espero que você tenha compreendido.

Fique com Deus, menino Cadinho.
Um abraço.