Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

domingo, 8 de dezembro de 2019

DESBRAVAR

DESBRAVAR
Óculos escuros
Olhos inchados
Pensamentos pesados
Instantes duros.
Vida em apuros
Sinais fechados
Propósitos afogados
São muitos os furos.
Mas é preciso navegar
Seguir e acreditar
Neste desbravar
Com todo vigor
A sempre impor
A mais viva força do amor.

Belo Horizonte 08 dezembro 2019
TODO DIA

Todo dia
É dia de decisão
Todo dia
É dia de revelação.
Xamã olha e confia
No amanhecer da escuridão
Com seu focinho acaricia
O toque da minha mão.
Entre nós nenhum temor
Respiramos o mesmo frescor
Escapando assim do agora
Saindo indo embora
De cada minuto de cada hora
Que passa nos trazendo sempre o amor.

Belo Horizonte, 04 outubro 2014

sábado, 7 de dezembro de 2019

CATIVANTE

CATIVANTE
A gratidão
Homenageia o coração
Amplia a dimensão
Do nosso próprio chão.
Na mesa a pizzaria
Aconchego da cria
Noite macia
Conversa de família.
Mundo errante
Observo distante
Querer cativante.
O que vivo permanece
Sente e cresce
Com tudo que acontece.

Belo Horizonte, 07 dezembro 2019
CHAMANDO AOS BRIOS
     Quanto maior a inconsequência da farra, maior será o efeito da ressaca.
     Depois de tanta corrupção não dá pra querer novo voto de confiança em nenhuma dimensão. E por mais que as pesquisas mostrem, difícil mesmo será transformar tanta mentira em verdade, tanta omissão em pertinente administração.
     É hora de fazer com que o não saber de nada seja, por força de tamanha irresponsabilidade, devidamente repudiado. Ou então estaremos todos fadados a uma mais que humilhante submissão a um estado de total idiotice.
     Xamã, enquanto cão de guarda, nos mostra o quanto é importante sermos fiéis ao lugar que amamos tanto.

Belo Horizonte, 28 setembro 2014

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

TRANSPARENTE

TRANSPARENTE
Vidro transparente
Foto inocente
Preso pela corrente
Eu do meu ausente.
Vidro da janela
No céu uma estrela
Sensação singela
Eu na aquarela.
Vidros e flores
Manchas e cores
Eu com meus pudores.
Lágrima envidraçada
Chuva na distância aguada
Alma angustiada.

Belo Horizonte, 06 dezembro 2019

CLARÃO
     A alegria não é um artifício permitido a qualquer fantasia. E na ausência da alegria, eis que surge a tristeza meu belo Xamã.
     Não adianta só latir; é preciso morder quando a ameaça avança. É o que então colho desse cão de guarda.
     Num outro sentido, eis que a tristeza mostra não estar a alegria na inconveniência de uma ação entorpecedora.
     Ainda que sob a sombra da mudez, os pesadelos gritam quando o espírito se vê atormentado demais.

Belo Horizonte, 18 setembro 2014

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

DELICADEZA

DELICADEZA
Ao amor
O melhor.
Ao melhor
O pleno dispor.
A façanha do carinho
Não passa pelo mesquinho
Nem pelo desalinho,
Mas pelo arrepiozinho.
De repente
O que a gente sente
Foge do presente.
Ao amor a delicadeza
De leve sutileza
Espécie de correnteza.

Belo Horizonte, 05 dezembro 2019

AFUNDANDO
     Resolvo parar com tudo, tempo pra pensar.
     Xamã com olhar indagador sente percebe essa angustia que brota de quando o sentido das coisas cai por terra. É muita festa para realidade que aponta pra algo estranho, muito estranho no ar.
     É muita revolta, é muita mentira, é muita sombra a sair estraçalhando sonhos e perspectivas.
     É tempo de silencio diante de tanto falatório à solta por aí.
     É tempo de ampliar a consciência e perceber que o barco começa mesmo a fazer água.

Belo Horizonte, 11 setembro 2014

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

VOANDO

VOANDO
Para entender tudo
Confesso não ter conteúdo
Caso eu possa, ajudo
Com meu passo por demais miúdo.
Não quero saber tanto
Desse meu pranto
Por enquanto
Converso com aquele santo.
Deixe o passarinho voar
Assim aprendo a superar
O abismo aberto ao meu olhar.
Vivo momento
De recolhimento
Entrego-me ao vento.

Belo Horizonte, 04 dezembro 2019
VERDADE DA MENTIRA
     Xamã, cão privilegiado pelo faro, reconhece enorme distinção entre o cheiro da verdade do da mentira.
     Na mentira a verdade é mentirosa. Não adianta insistir em querer dizer a verdade mentindo.
     A verdade não se rende à mentira nem quando sobre ela insistem em querer corrompe-la, ou dela se apropriar em nome de uma comissão que mente, omite e distorce versões da história.
     Nós brasileiros não podemos, em hipótese alguma, permitir que faltem para com o respeito sobre o nosso Estado Maior das Forças Armadas composto pelo Exército, Marinha e Aeronáutica do Brasil.
     Todo cuidado é pouco com quem age em busca do enfraquecimento dos militares brasileiros, autênticos patriotas em constante defesa do nosso Brasil.

Belo Horizonte, 09 setembro 2014 

terça-feira, 3 de dezembro de 2019

PERTO

PERTO
Quando Nossa Senhora aparece
Situação merece
Instante de prece
Quem conhece, conhece.
Pela simplicidade
Nenhuma necessidade
De questionar a veracidade
A entrega pede fidelidade.
Silencio e discrição
Para que da lição
Busquemos nossa correção.
Tempo aberto
Tão certo quanto incerto
Tão distante quanto perto.

Belo Horizonte, 03 dezembro 2019

TAUÁ
     Em Araxá acordei cedo, como tenho costume de acordar sempre, mas fiquei na cama. Conforto do Grande Hotel é tentação em forma de aconchego. Veio sol manhã mostrando dia no tempo passando lembrei-me do banho vindo daquele chuveiro água na transparência do prazer.
     Meu Deus, que delícia!
     Penso no Xamã pensando em nossa caminhada eu no entorno do Grande Hotel balbuciando tauá. Foi aí que, na beira do lago, me deparei com garça afastada de qualquer susto permitindo minha aproximação. Quando bem perto garça se fez índia pele dourada mãos enlameadas. Olhou pra mim e perguntou se sei o que significa tauá. Digo que não ela enfia mão na lama e mostra dizendo: - Tauá é barro amarelo.

Belo Horizonte, 30 agosto 2014

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

CAFÉ QUENTE

CAFÉ QUENTE
Nem triste nem contente
Acordo em dia conivente
Com o silencio do presente
Café quente.
Disposição acordada
Feição amarrotada
Libertadora bocejada
Segue a caminhada.
Tempo nublado
Detalhe observado
Será mau-olhado?
Sinal-da-cruz
Peço luz
Nenhum avestruz.

Belo Horizonte, 02 dezembro 2019
ENERGIA BOA
     O que tenho pra te dizer Xamã é que o Grande Hotel de Araxá é lugar que nos remete ao sossego. Não quero e nem ficarei aqui na descrição de detalhes do hotel, das propriedades oferecidas por banhos terapêuticos e das virtudes hidrominerais de Araxá. Prefiro me permitir ao silencio de breves passeios no entorno do hotel e na contemplação dessa natureza que aqui propõe contornos bem sugestivos.
     Vontade de ficar mais por aqui. Sinto haver energia muito boa nesse lugar.

Araxá, 28 agosto 2014