Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

QUANTO AMOR

EM OFERTA

Óleo sobre tela 15x15cm

Mais de 50% de desconto

Veja peças na coluna ao lado

Maiores informações: cadinhoroco@yahoo.com.br

QUANTO AMOR

Parece incrível, mas é assim mesmo, o amor é sempre maior. Se possuídos por temperamento arrebatador, não haverá nele arrebatamento que supere o do amor. É sempre assim.

O amor desafia nossos limites estejam eles onde estiverem. E faz isso assim exatamente para que daí sejamos arremessados ao nosso próprio libertar. O amor é mais sedento que nossa sede, mais faminto que nossa fome.

João da Barra ainda aproveita pra dizer que sem amor, a vida não passa de uma grande bobagem.

Belo Horizonte, 19 fevereiro 2010

FORA DO AR

O sistema do banco estava fora do ar. Foi desta informação que conheci a Mônica, na gerência. Fiquei fora do ar, diante do imprevisto. Mas a Mônica, como uma salva-vidas, tratou de arejar os meus sentidos. Coisas da informática, de aparência infalível.

Andréa, a salva-vidas, ou melhor, a gerente sempre tão atenciosa, não estava no banco. Saiu para respirar outros ares, deixando a Mônica com a difícil missão de permanecer fora do ar.

Fui embora, pensando no fôlego da Mônica e nos mistérios da informática silenciada por alguma falha no sistema.

A fada apareceu. Desapareci com a fada. Ficamos fora do ar.

Belo Horizonte, 18 outubro 1999

14 comentários:

lis disse...

O amor tem muitas vertentes e todas elas desaguam no coração.É um tema inesgotável, desfiador. Que sejamos cada vez mais sedentos.
abraços

Daniel Savio disse...

Cara, o amor nos escolhes para habitar para então fazer que ele chegue ao seu máximo...

Fique com Deus, menino Cadinho.
Um abraço.

Sandra Timm™ disse...

O amor é tudo!

Vc descreveu-o com bastante precisão, embora suscintamente, pois se pegarmos o fio da meada sobre amor, teremos assunto para uma vida inteira e não chegaremos a conclusão nenhuma.

E quanto ao texto de 1999, sou saudosa e lembro-me do tempo em que para tudo se dava a desculpa de que o "sistema está fora do ar"... fora do ar ficávamos nós, morrendo de saudades dos tempos em que tudo era no canetão... rs. Felizmente tudo foi atualizado e amanhã riremos da obsoletagem do dia de hoje.

Um belo final de semana para você.

Beijo

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

O amor....é sempre lindo assim.
Um feliz final de semana para você amigo.

marinaCavalcante disse...

Ah, gostei demais desse!

A interação ficou ótima.
E uma frase marca:

"Parece incrível, mas é assim mesmo, o amor é sempre maior."

=) Valeu!

*Sinto falta de seus comentários.
Até mais! Abração!

Érica disse...

Amor, sorte e dinheiro. Na minha opinião esse é o tripé da existência, exatamente nessamesma ordem. Ótimos textos, beijos!

Odele Souza disse...

AMOR. É nisto no que continuo a acreditar. Apesar de tudo.

Um forte e carinhoso abraço pra você e meu desejo de um bom fim de semana.

Felina Mulher disse...

O amor tem seus mistérios e magias,
e eu continuo crendo nele por mais que ele as vezes me engane, mesmo assim eu creio.
Ficou magnífico!

Beijos...muitos.

ROSANA VENTURA disse...

Obrigada pela visita!
Bacana o seu Blog!

Majoli disse...

...a fada apareceu, desapareci com a fada e ficamos fora do ar...

Parece conto de fadas...^^

Beijos.

Bia Maia disse...

E não é que o João da Barra está certinho?


beijos e lindo final de semana!

Bia

Celamar Maione disse...

Cadinho,
o amor é o maior sentimento do mundo.

Bj

Hod disse...

Ei Cadinho, grato por sua visita. Tens razão amigo, somos alimento que nutre esse amor.
Forte abraço e bom final de semana.

Hod.

Vivian disse...

...o amor é isso!

é o elixir para todos os males,
até aqueles que acreditamos
existir.

o amor é você...
o amor sou eu...
amor somos todos nós...

o amor é o eter renovador
das estruturas do EU!

beijo