Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

PAINÉIS DE PRESENTE

Para aquisição e informações sobre painéis, pinturas a óleo sobre tela é só enviar mensagem para cadinhoroco@yahoo.com.br

PAINÉIS DE PRESENTE

Dormi sonhei acordei pensando nos painéis que preciso pintar e nos que já pintei e preciso vender porque se a vida não para minha necessidade de negociar painéis também é uma constante.

Pensava em festas de gente que muda de casa, em festas de casamento, aniversário, inauguração. Pensava nos presentes e na perfeita opção proposta pelos painéis que pinto, óleo sobre tela. Eles oferecem preço acessível, graça, requinte, cor e traços e mais traços para gostos diversos. Podem ser adquiridos via Internet sem qualquer transtorno, com a vantagem e segurança de competente entrega em todo território brasileiro.

Já que é assim, pense na aquisição dos painéis Cadinho RoCo para presentes por motivos diversos.

Belo Horizonte, 19 agosto 2010

IMAGEM DO IMAGINÁRIO

A escultura criada pelo eterno Amilcar de Castro é de uma beleza singular. Um triângulo vazado em grossa chapa de ferro, é vazio inundado de imagens formadas e deformadas pela posição dos nossos olhos. Sutil mutação que propõe movimento ao estático. Ela está entre a Praça Carlos Chagas e o prédio da Assembléia Legislativa de Minas Gerais desafiando silenciosamente as leis da estética. Uma maravilha transformada em símbolo do poder legislativo mineiro como homenagem à sua forte representação artística. Uma assinatura que legitima a criatividade humana, então representada pelo indiscutível talento de um dos grandes escultores brasileiros do século vinte.

Quando requisitado a enviar para São Paulo imagem que identifique Belo Horizonte, eis que da lembrança sou levado à escultura do Amilcar. Ela simboliza Belo Horizonte, Minas Gerais e a Inconfidência Mineira, origem do triângulo estampado pela bandeira erguida em busca da tão almejada emancipação brasileira. Diante da escultura, mergulho no vazio do triângulo, buscando em minha vaziez a presença de alguma imagem do imaginário.

Belo Horizonte, 06 maio 2004

14 comentários:

Marilu disse...

Querido amigo, seus textos são sempre um aprendizado...Beijocas

Hod disse...

Olá Cadinho, outro brilhante texto.
As novas telas são um capítulo a parte.

Boa quinta,

Forte abraço amigo.

Amélie Bouvié disse...

Cadinho, querido.

Obrigada pelo delicioso e profundo comentário que deixaste para mim, adorei!

Beijos querido.

Rafaela d disse...

temos que seguir em frente :D

Aleatoriamente disse...

Alegre teu texto, cheio de vida!
Obrigada por sua visita.

Abraço.

Fernanda.

Valéria Sorohan disse...

No toque singelo mineiro, o coração deixa suas marcas.

BeijooO*

Mari Amorim disse...

Olá Cadinho,
Brilhante teu trabalho
Tenha,um dia feliz,com paz,saúde e sucesso!
Boas energias,
Mari

Erica Ferro disse...

Sempre fico tentando decifrar o que o artista sentiu ao compor suas obras.

RuteRita disse...

nem sempre...

tr. disse...

nossa, adorei o seu blog, você esta de parabéns

Joo disse...

Em resposta ao comentário: O algarve é um sitio optimo para passear e passar férias para quem gosta de muito sol e calor!

Papo de Buteco disse...

Parabéns pelo texto, muito bom..

Valeu pela visita ao Buteco Roco,
Fiquei feliz pela visita...

Um forte abraço,

Nacif!

Rosangela Neri disse...

Tá certo Cadinho.

Voltarei.

bjks

Ariana disse...

Gostei do seu texto!

E obrigada pelo comentário em meu blog, volte sempre!
Tem post novo!


bjo