Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

terça-feira, 19 de abril de 2011

COISAS DA ARTE

Pinto quando quero sem saber quando é que quero

COISAS DA ARTE

Não tenho como explicar, mas quando digo que passo por fases com relação aos Painéis Cadinho RoCo, óleo sobre tela, esta é a mais pura e simples realidade.

Preciso pintar painéis, mas o momento da pintura insiste em permanecer ausente.

Preciso vender e tenho vendido sim os painéis Cadinho RoCo. Mas sem produzir meu estoque diminui e daqui a pouco terei que, ou parar de vender ou resolver situação das pinturas, pintar de novo.

É engraçado como a arte se manifesta em mim.

Belo Horizonte, 19 abril 2011

FEIURA DO MUNDO

Agora surge a notícia de que o concurso para escolha das sete maravilhas do mundo foi realizado por uma empresa instituição particular sem respaldo para tal feito. Até porque as maravilhas foram escolhidas por votação na Internet ou por telefonia celular e que por isso a coisa ficou como especulação, digamos, arranjada e com propósito comercial.

Não importa. O que vale agora é que o tal concurso foi feito e pronto. Aliás, na Internet isso acontece a todo instante entre os blogs. Já recebi bom número de citações como dos melhores blogs do Brasil, dos melhores blogs em categorias diversas, tudo feito assim, na base da consulta informal. Fico agradecido e emocionado com cada aceno destes, muito embora não dê nenhuma divulgação, nem extensão a nenhum deles.

Ajo assim, para que a vaidade não corrompa minha trajetória missão. Aliás, o irmão do Vavá poderia pensar nisso e deixar um pouco a vaidade de lado, ao menos para tentar ser competente, ao invés de dar crédito a estas pesquisas que dão a ele popularidade ridícula e insana.

Belo Horizonte, 10 julho 2007

5 comentários:

Nielson Alves disse...

ô, Cadinho,

prazer em escutar com os 'olhos' suas mágicas pinturas, parabéns pela arte que tuas mãos descrevem bem.

sucesso e aplausos pintor de estrelas e céus!

Nielson Alves

Swingers Veronika e Cláudio disse...

Querido, inspiração me parece ser exatamente isso: algumas vezes fiel e amiga, sempre presente em todos os momentos. Noutras, uma grande vilã, que some quando mais se precisa dela!
Inspire-se em suas próprias telas, que são magníficas. Talvez a releitura delas em ocasião diferente da original dê outras cores a elas...
Beijos!!!

gui-gui gomes disse...

Vou citar algo que se não me engano, se encontra escrito sobre o túmulo de Tom Jobim: LONGA É A ARTE, TÃO BREVE A VIDA...

Simone Martins2 disse...

Boa noite, se voce esta sem inspiração, imagine o que saira em suas artes, no momento em que a inspiração vier te visitar...abraços

casa de fifia disse...

a inspiracao è como uma mulher caprichosa, vem quando quer e vai embora quando vc memos espera.
baci