Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

domingo, 22 de maio de 2011

PRECONCEITO AO PRECONCEITO

Quanto mais enchemos o mundo de conceitos, mais contribuímos para os preconceitos

PRECONCEITO AO PRECONCEITO

Em princípio somos livres para falar tudo e da maneira que considerarmos a melhor para o nosso dizer. Mas daí a defender o uso da língua portuguesa sem respeitar conceitos previamente determinados é pura e simplesmente ignorar o que faz ser o nosso idioma. Pior é afirmar que é certo dizer “os livro” e que quem diz ser errado comete “preconceito linguístico”. Só faltava essa.

Estamos no Brasil dos preconceitos. É lógico que o português tem sim, como qualquer outro idioma, em sua norma culta conceitos previamente determinados. Mas, para a professora Heloísa Ramos, autora do livro “Por Uma Vida Melhor”, não é errado falar errado e quem pensa que é comete o tal do “preconceito linguístico”. Pois digo haver na postura da professora Heloísa preconceito ao preconceito que preconceitua a nossa querida língua portuguesa colocando-a como preconceituosa mor do preconceito.

Haverá como ensinar educar seja lá quem for sem fazer uso dos conceitos da norma culta do português?

Ao pintar triângulos desperto, via Painéis Cadinho RoCo, óleo sobre telas, para o desempenho dos traços em franca evolução.

Belo Horizonte, 22 maio 2011

ESTE OUTRO

Qualquer perda, para qualquer um de nós, representa sugere tristeza angustia. Mas existem perdas que acontecem para o nosso bem alegria alívio.

Das perdas que coleciono busco obter a liberdade de tudo quanto posso.

Por sermos todos dependentes, não há quem seja plenamente livre. Se é assim, todo e qualquer ato de arrogância é antes descuido, engano.

Não faço da dor que sinto, mote para o lamento.

Faço da dor que sinto, elemento para minha resistência.

Se não sou mais aquele, sou este outro hoje.

Belo Horizonte, 11 Dezembro 2007

2 comentários:

Simone Martins2 disse...

Bom dia...a lingua surgiu para o ser humano, como um meio de comunicação, mas ainda defendo, outro meio de comunicação que por vezes, e muito mais significativo para conscientização do ser humano, enquanto se tornar "humano",falo sobre o olhar, o toque...esses sim são puros e verdadeiros, se colocados como forma de comunicar-se, com amor, carinho, respeito pelo outro...Quanto aos erros ortograficos, existem pessoas de muito estudo, viajadas e super valorizadas por muita gente e que no entanto, num simples momento consegue errar de forma lucida ao fazer qualquer reação ao preconceito ao preconceito...Digo isso, dos nossos grandes exemplos de sabedoria, que na verdade, nao passam de leitores com textos prontos de algum pobre coitado inteligente e letrado....Disse!

Daniel Savio disse...

Rapaz, é como se fosse um voto contra a própria profissão dea professora Heloisa, pois para que os professores serviriam ao ensinar o conhecimento de forma errada?

Fique com Deus, menino Cadinho.
Um abraço.