Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

domingo, 29 de janeiro de 2012

ILUSÃO PERIGOSA

Não há nenhuma evolução na degradação

ILUSÃO PERIGOSA

Nada e ninguém sobrevive só de festa. João da Barra aponta para o quanto é perigosa a ilusão que só faz cantar e festejar os dias a buscarem e pretenderem mais de cada um de nós.

Quando não nos permitimos ao amor, passamos a ser acariciados pelo repúdio, pelo ódio, pelo afastamento e pela perversidade.

São João da Barra, 29 janeiro 2012

FUGAS

Ao vagar dos dias

Poderes e conquistas

Versos e poesias

Gostos e manias.

Das noites frias

Segredos e magias

Sonhos e idas

Vistas e revistas.

Distante das ondas

Próximo das estrelas

Surgem nuas

Ideias e brisas

Assumidas por fugas

Feitas em vidas.

Belo Horizonte 17 janeiro 2010

2 comentários:

Mônica disse...

Cadinho
pOesia linda que nos faz sonhar.
com amizade e carinho de MOnica

Renata Diniz disse...

Encantar e desencantar. Ora um, outrora outro é o que faz a vida valer a pena. Abraço!