Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sexta-feira, 18 de maio de 2012

SEGREDO DA FESTA


Quem sabe fazer faz e faz bem feito
SEGREDO DA FESTA
     O que há de encanto na festa de Santo Antônio promovida pela Paróquia de Santo Antônio da Avenida do Contorno, em Belo Horizonte, é a força da sua simplicidade. Uma paróquia com 76 anos de idade conta com fiéis experientes e dedicados. Aí é que está toda essência da festa que traz sabor de enorme lirismo e população identificada om o lugar. Hoje, por força de tantos prédios o bairro mudou e mudou muito, não sei se pra melhor ou pior. Mas a festa paroquial, esta ainda ostenta detalhes que nos remetem a sensação de aconchego só mesmo conseguida quando proporcionada pela experiência de quem traz, ao longo do tempo, o ponto certo da receita de suculenta canjica, ou dos temperos inseridos a caldos memoráveis.
     A festa de Santo Antônio com as barraquinhas do pessoal das obras sociais da paróquia vale ser visitada, vivida e apreciada por gente de todas as gerações.
Belo Horizonte, 18 maio 2012
MARCELINHA
     Ela apareceu do nada, da noite. Miava sua angustia e fome escondida em meio às plantas. Quando descoberta não deixou de mostrar seus olhos verdes, enormes. Uma gata preta, pretinha mesmo. Uma gata gatinha, pouco tempo de vida. Toda assustada, arredia, mas ao mesmo tempo carente. Uma gatinha abandonada que veio aos poucos tomar o leite a ela ofertado. Ela agora já parte para a ração mais confiante e percebe reconhece carinho que recebe.
     Depois de muito observá-la dou-lhe nome de Marcela por estar entre mar, céu e lar que dá a ela amparo.
Grussaí, 10 fevereiro 2011

4 comentários:

Carla Ceres disse...

Adorei a história da Marcelinha. Gosto muito de gatos. Abraço!

CECILIA disse...

Saber um pouco da história de cada Estado faz bem a todos e nos tráz cultura diferenciada, que aliás nem tanto! Aqui o mais comum são quermeces das igrejas também em épocas juninas com as de São JUDAS TADEU. Realmente há muitas mudanças, aumentos de bairros, devido ao aumento de populações.
Amo gatos, são meus animais favoritos! Amo gatos pretos, pois seus olhares destacam e seu pelo é perfeitamente brilhante e lindo! Amo gatos! Domingo estarei blogando e aguardo sua visita. Até lá. Abraços.

Sandra Botelho disse...

Amei a historia...Bjos achocolatados

Nina Pilar disse...

Linda festa de um santo casamenteiro, agora tbem bem feitor das gatinhas abandonadas, que seja a marcela o símbolo que precisamos pra entender que animais precisam de nos assim como nos deles, eu adoro a minha gata Joanna, os meus cães athos e dhartan, somos seis, que nunca se sabe quem são os pais, filhos e animais qdo estamos lá fora e misturados como deve ser, amamos e somos amados, respeitamos e somos respeitados, que venham muitos santos como santo Antonio e faça mais um animalzinho ter um lindo e aconchegante lar, gatos gostam de gente, isto que só gostam da casa é mito, a minha adora-me e eu a ela.... somos unha e carne, ah! esqueci minha poodle a Natacha cinza, linda e esta vivem dentro de casa, não em cima das cadeiras ou camas, no lugarzinho dela e que fica em noites de frio agarradinha a joaninha... adorei sua festa amigo...abraços e volte a visitar-me estou de volta...Daniel desculpe-me a demora em responder, mas, só agora estou de ferias e tentando visitar meus seguidores e segui-los tbem, adorei seu blog, voltarei muitas vezes... a parti de amanhã voltarei a postar nos meus bloggers, tenho um ótimo final de semana...bjo querido

MUITAS SAUDADES DE TODOS VCS.
Saudade é uma porta que abre e se tentamos fechar cria-se uma fenda e fica ali, aumentando, alimentando, doendo, sangrando e só para qdo vc volta e dar um abraço, desde que abraçamos a alma, a acariciamos todos os sentimentos que estavam prestes a explodir de dor, pela ausência, pelo medo, e pela impossibilidade.

Queridos amigos, faz tempo que não venho aqui, por falta de tempo, tenho outras prioridades, tbem, e que infelizmente muitas vezes não consigo conciliar as duas coisas, mas, sempre volto como agora, eu sei que vez por outra tenho que deixar meus bloggers que tanto amo, um pouco de lado, desta vez foi muito tempo, mais eis-me aqui outra vez, cansada, pois o semestre foi peado, enquanto isso outra vez sumiu todas as poesias e comentários, só posso lamentar e resgatarei algumas, começarei com uma que fiz há anos, e a quem dedico todo carinho do mundo, não importa o que faça, não importa o que diga, não importa o que pense, eu continuo a mesma, só lamento que coisas deste tipo aconteçam e não possamos saber quem e como fizeram, pura maldade, não sei dizer, talvez algum tipo de doença silenciosa, desta que nunca aceita-se.
Mas, garanto a todos que estou de volta, se sumir outra vez perdoem-me, mas, sempre é pq tem coisas que não podem ser deixada pra depois.
Reafirmo meu amor e carinho a todos vcs. E dedico esta poesia todos como forma de carinho, amizade e muitas saudades.
Ela foi escrita há muito tempo, MS, hoje acho que posso dedicar a todos que como eu, escrevem o que pensam e nada querem além de amizade, carinho e que continuemos como sempre, em busca de nós, e ao mesmo tempo em nós, assim, como era o inicio, como deve ser hoje e o que espero pro amanha.
Beijos queridos amigos, amigos conquistados, amigos que se descobrem, amigos que escolhemos.
Como queria justificar pra todos minha ausência estou escrevendo coletivo e tentarei colocar no blog de cada um antes de postar mais alguns poemas, retirados das minhas agendas, guardanapos etc. desejo que todos entendam e perdoem-me a ausência.
Estarei aqui por muito tempo, vcs ainda vão enjoar de mim.
Beijos, abraços e muitas saudadas de todos vcs.
Quem retirou minhas poesias não sei, é a segunda vez.

Nina Pilar
como é bom estar de volta!