Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sábado, 5 de janeiro de 2013

DESAPEGO


Ter de suportar sucessivas cobranças é mesmo terrível

DESAPEGO

     Telefonou para informar que não paguei conta com vencimento na data tal e que devo agilizar liquidação do tal débito. Do contrário pediu que eu a procure.
     Procurarei por ela porque não tenho dinheiro para pagar o que devo, não tenho quem se interesse pelo trabalho que faço, não tenho como viver desse jeito e nem tão pouco como fazer para que a morte venha, sem que eu tenha que assumir sua autoria.
     Diante desse impasse vivo o que sinceramente não sei se pode ser chamada de vida. Uma vez entregue a Deus, vou aos poucos me desapegando desse mundo.
Belo Horizonte, 05 janeiro 2013

POLIANA

     Passou algum tempo. Mas nunca esqueci da Poliana. Agora, sou apresentado a ela, que também chama-se Poliana.

     Gosto da sonoridade do nome. E se poliandra é uma mulher de muitos maridos, aquela Poliana traz consigo a severidade de sua convicção monogâmica. Já esta outra Poliana, não deixa por menos. Com a mais evidente imponência, reage. Diz ser ela a soma de muitas mulheres em uma só. Como é?

     Tento entender. Daí, um mergulho à fantasia. Não tenho como negar a beleza de tão vigoroso conceito. Deixo estar. Até porque, sou surpreendido pelo ímpeto da saudade em querer encontrar a Poliana.

Belo Horizonte, 06 abril 1999

5 comentários:

S* disse...

Vivermos na corda bamba é uma complicação.

Vanessa Barbosa. disse...

Tsc tsc... Entregar-se e esperar o tempo de ir embora? Não me parece a melhor solução, amigo. Eu sei que é cansativo sempre bater na mesma tecla, lutar em prol a causas que não vemos fazer efeito algum, mas de fato ficar inerte, a espera da onda que vai te levar para longe, também não ajuda muito.
Tu és um homem de fé, busca isto agora. Tudo tem um proposito nessa vida, só que nem sempre é compreendido no momento que queremos.

Lembro-me vagamente de um trecho da Bíblia em que diz: "Pede, buscai, batei. Pois aquele que pede, recebe; o que busca, encontra; e ao que bate, se abre. Qual dentre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o filho, lhe dará uma pedra? Ou, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma cobra? Ora, se vós, sendo maus, sabeis dar boar coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que lhe pedirem? Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-o vós também a ele, pois esta é a leia e os profetas."
Não irei minunciá-lo todo aqui, pois é grande mas se quiser pode ler em Mateus 7, espero de coração que te traga luz e paz interior.
Um grande beijo.

Pérola disse...

E a vida tem destas coisas...

Bom domingo!

Sensibilidade a navegar com poesias disse...

É complicado porque existem épocas que se está bem e consegu=se pagar contas, mas na fase ruim tem dias que realmente não dá e daí o que se faz?
gostei do seu espaço, dos seus escritos, dos seus quadros...parabéns...Um feliz Ano novo cheio de concretizações...

Celina Vasques disse...

ADOREI TUAS VERDADES, TEUS ESCRITOS, TE CONHECER!
Um grande abraço com meus aplausos!
Adorei teu blogger !
beijos ternos