Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

SUMIDO


Sem dinheiro ficamos desanimados

SUMIDO
     Recebo notícia de que naquela tal festa perguntaram por mim, sentiram minha falta. Não fui porque sem dinheiro tenho evitado sair e me expor em festas, ainda que sinta muita vontade de ir. Maior ainda é minha vontade de ver meu trabalho reconhecido, emancipado, fazendo surgir dinheiro que preciso.
     Quem investe nos Folhetos e Blog Cadinho RoCo FBCR investe em cultura, no estímulo à leitura de qualidade, na possibilidade de ampliar consciência das pessoas para motes e situações merecedoras de alguma reflexão. Quem investe nos FBCR contribui para que eliminemos algumas imbecilidades como a de quem sai por aí dizendo que “leitura é coisa de gente velha”. Investe na propagação do quanto é importante educar, ter qualidade intelectual que ao menos saiba como respeitar o próximo. Investe numa atitude de amor que em mim está representada pelos mais de 40 anos dedicados à literatura.
     Não tenho mais paciência de aparecer por mera formalidade, ou pra dizer que sou solícito com aquilo que na realidade causa em mim singular preocupação que é o avanço da futilidade em velocidade espantosa.

Belo Horizonte, 07 janeiro 2013

LOS ANGELES

     Você pode até não acreditar, mas fui. Não estou onde pensam que estou. Estou sim, onde penso estar.

     Viajei. Confesso ter sido surpreendente para mim. Mas, essas coisas acontecem. Quando dei por mim, não estava onde pensei estar. Acordei tomado pela sensação de uma suave aterrissagem. Desembarquei em Los Angeles.

     Nunca estive em Los Angeles. E nem sei como explicar esse meu estar agora, ainda um pouco afobado. Mas estou em Los Angeles, sem saber como é estar em Los Angeles. Minha respiração continua a mesma, muito embora eu sinta a fragrância da saudade. Estranho estar eu tão longe e tão perto dessa Los Angeles.

Belo Horizonte, 06 maio 1999

 

Um comentário:

Vanessa Barbosa. disse...

Não sei se foi aqui que li uma vez sobre ausentar-se de festas e encontros "sociais", provavelmente tenha sido aqui mesmo.
Falava sobre como a ausência, como ser notado pela sua falta é muito mais importante do que estar em um local somente de enfeite, participando de toda a hipocrisia da sociedade.
Pois muitas vezes estamos em certos locais, mas somos invisivéis, se deixassemos de ir todos iriam notar e se lembrar.
Creio que exista momentos em que necessitamos nos recolher, nos esconder mesmo, exibicionismo demais cansa.

Fico muito feliz que minhas palavras possam estar chegando a você, faço isso de coração. Sou de Santo Antonio de Jesus, Bahia.
Um beijo grande, fique com Deus.