Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

CHAPÉU MARIETADO


Gostei do chapéu vindo do nordeste

CHAPÉU MARIETADO

     Ganhei chapéu novo trazido da Paraíba pela amada Marieta. Chapéu adquirido lá no extremo leste da América do Sul, João Pessoa, onde o sol nasce primeiro no território brasileiro e no nosso continente sul-americano.
     Chapéu de palhinha muito interessante, arejado, confortável mesmo. Bom pra passear na praia, pra idas aos banhos de mar e para zanzar por Belo Horizonte enquanto aguardo pela vinda de dias melhores que virão, sei que virão.
     Com meu chapéu marietado percorro por pensamentos e ideias, vontades e projetos, esperança viva na obtenção de definitiva emancipação dos Folhetos Cadinho RoCo. Definitiva no sentido de uma primeira fase de independência desse trabalho que faço semeando o que já, ao meu pensar, passa da hora de ser colhido. Mas pensamento de Deus é outro, tempo de Deus é outro, percepção de Deus é algo tão sublime que nem sei se fica naquilo que entendemos como percepção. A propósito, pensamento e tempo de Deus não tem nada a ver com isso que entendemos e chamamos de pensamento e tempo. Ao menos penso eu assim.

Belo Horizonte, 04 fevereiro 2013

INCURÁVEL

     Chego à conclusão de que quem tem o meu sono é a minha cama. Dela absorvo sonhos e desejos. No entanto, nela é que percebo estarem os meus anseios tão distantes.
     Vasculho detalhes. O coração inquieto denuncia dor. O que sinto, foge da descrição. Minúcias entranhadas no truque tolo de quem prefere ficar sem entender o que irá estabelecer conflito ao viver. Finjo até não mais poder. Exausto percebo haver na noite a ânsia do dia. Assim, amanheço. E tudo continuará instalado no gesto normal das mais estridentes anomalias.
     Rezo tentando remediar a dor que aflige o coração. E a cama sonolenta sugere ao corpo o adormecer solitário deste amante incurável.

Belo Horizonte, 17 setembro 1999

2 comentários:

Kellen Bittencourt disse...

Oiii Cadinho que bacana seu texto sobre o chapéu que ganhou, eu amo chapéu, onde vou quero um diferente bem tipico da região, adorei o texto! Abraços e ótima semana amigo!

*Escritora de Artes* disse...

Olá Cadinho,

Também adoro chapéus, e gostei muito do seu...

Abçs