Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

segunda-feira, 29 de abril de 2013

A TAÍS VOLTOU



Série Cadinho de Prosa dos Folhetos Cadinho RoCo

A TAÍS VOLTOU

     João da Barra gosta de ouvir emissoras de rádio e hoje acordou com singular felicidade. É que a Taís voltou das suas férias dando ao noticiário por ela transmitido graça e vigor.

     Não dá pra discutir questão relacionada ao talento por ser ele algo que está encarnado no ser de maneira definitiva. É componente da identidade de quem tem o dom de agir livremente e até sem se dar conta da força que passa ao expor o talento ao que o exubera sem qualquer reserva.

     Para João da Barra a Taís é, antes de mais nada e acima de tudo, uma radialista que nasceu pra fazer o que faz com forte poder de comunicação. Por ser jovem ela apura seu desempenho com seriedade e simplicidade capaz de cativar a gente pra valer.

     João da Barra em aplauso exclama: A Taís é ótima!

Belo Horizonte, 29 abril 2013

FLOR MULHER



Nasceu uma flor

Anônima e alheia

A tudo que nasce

No mundo agora.

Nasceu uma flor

Mansa e macia

A perfumar

O mundo agora.

Nasceu uma mulher

No mundo agora

Tão outro.

Nasceu uma mulher

A inundar de sentidos

O mundo agora.



Belo Horizonte, 07 agosto 2000

3 comentários:

Gracita disse...

Oi Cadinho!
Que sensibilidade meu amigo. Uma flor mulher. Exuberantes tuas linhas poéticas. Estou participando do Concurso de Poesia - O 1º Pena de Ouro, promovido pelo amigo Marcos do Blog Bicho do Mato. O meu poema é ENCONTRO DE AMOR. A enquete para votação está na lateral direita do blog e o meu poema é o 2º da lista. Se você não tiver compromisso assumido com outro amigo(a) ficarei muito feliz de receber o teu voto. Bastar clicar nele e confirmar teu voto. Acesse link para ler e votar http://blogdobichodomato.blogspot.com.br/2013/04/encontro-de-amor_20.html
Deixo meu abraço de agradecimento pelo teu apoio.
Beijinhos com ternura
Gracita

Célia Rangel disse...

E, viva a Taís em sua amorosidade-mulher cativando a todos!
Abraço, Célia.

Carla Ceres disse...

Parabéns pelo poema, Cadinho, e muito sucesso pra você e a Taís em suas profissões e talentos!