Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sábado, 5 de outubro de 2013

MISTÉRIO?

Conjuntos dos Painéis Cadinho RoCo, uma bela dica pra presentear quem gosta de arte, a preços bem interessantes
MISTÉRIO?
     Coube ao João, que também conviveu de perto com o cão Jota, abrir vala para sepultamento digno do corpo do animal. Tudo feito com carinho e cuidado para não comprometer lençol freático do terreno, para não incomodar ninguém. Estávamos eu e ele naquela manhã quente para que a trajetória física do Jota nesse mundo terminasse entregue ao seu natural processo de decomposição.
     São muitos os sinais. Sempre que chego a um dia 24 lembro-me do 24 de junho que é data de celebração do nascimento de São João Batista. Digo isso aqui porque foi exatamente em 24 de setembro que aconteceu o sepultamento do Jota, cuja cova foi cavada exatamente por ele que também se chama João.
     Na realidade do nosso cotidiano existem situações por vezes realçadas pela sutileza de singulares mistérios.
Belo Horizonte, 05 outubro 2013
ACORDA
     Dos ditos eis o que para mim parece ser dos mais populares: “não deixe para amanhã o que pode fazer hoje.”
     Em se tratando de Belo Horizonte sou levado a outra constatação: não deixe para o mês que vem o que pode fazer agora.
     Incrível. Não consigo entender esse ritmo mais que lento desta Belo Horizonte de aparência tão dinâmica. São decisões deixadas para um depois que atravessa semana, são posturas que ensaiam ações que à luz dos fatos nunca aparecem, são atitudes escapadas por uma burocracia que chega a causar arrepios.
     Acorda Belo Horizonte. Sai desse soninho maroto de sombra de árvore que finge esperteza que não tem. Decida, defina, deixa de ficar só no quebra-galho que ao invés de adiantar, só faz atrasar a vida de quem quer vê-la com dignidade e respeito. Chega de brincar com essa sensação de cidade grande a perder-se em ocasiões tão pequenas. Cresça, mas cresça e aprenda vez por todas, que cidade grande exige medidas que vão além mera constatação geográfica.

Belo Horizonte, 04 fevereiro 2002  

5 comentários:

Beatriz Bragança disse...

Cadinho
As suas telas têm cores tónicas! Gostei, particularmente da P9.
É uma pessoa muito versátil - um artista, na verdadeira acepção da palavra.
A sua publicação é muito interessante.Apreciei a sua preocupação para com o meio ambiente e...as coincidências.Aqui,dizemos que nada acontece por acaso.
O S. João é o Padroeiro da cidade do Porto. A noite de 23 para 24 de junho deve ser única,no Mundo.Toda a gente sai à rua,salta fogueiras,come farturas e sardinha assada.Cada pessoa leva um alho-porro ou um cravo e, com ele,toca na cabeça das pessoas por quem passa.
Desde há uns anos,inventaram um«martelinho», em plástico, que tem uma sonoridade agradável e, a partir de então, é com ele que se bate nas cabeças.O martelo pode durar uma vida,enquanto que o alho-porro ou o cravo tinham de ser comprados todos os anos.
Quanto à sua cidade, faz muito bem em dar um «abanão» a quem de direito.É preciso evoluir; e essa região merece.
Bom fim de semana.
Saudações da
Beatriz
Blog - VIDA E PENSAMENTOS
http://pegadasdeanjo.blogspot.com

ONG ALERTA disse...

Chega de quebra galho....
Abraço Lisette.

Ana Bailune disse...

Bom dia, Cadinho. Ah, nem me fale em sepultar cães... É tão triste quanto sepultar gente.

Célia Rangel disse...

Das coincidências da vida sempre ficam marcas profundas! Da realidade preguiçosa da sua BH vejo ser o reflexo do país, onde tudo é lento, burocrático para nós - o povo - pois nunca vi senadores / deputados / governadores / ministros / prefeitos / vereadores... em manifestações por dias melhores, por dignidade!
[ ] Célia.

Magia da Inês disse...

°º °º✿✿
º✿
Que o Jota descanse no céu dos caninos.
A cidade é lenta quando isso é conveniente!...
Boa de semana!
Beijinhos.

♫ ¸.•°♫♫♫