Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

domingo, 24 de maio de 2015

ENTORTADO



SÉRIE XAMÃ
FOLHETOS CADINHO ROCO
ENTORTADO
     Xamã entorta meu pensamento com pergunta mais que simples: Onde queremos chegar?
     Uma vez indagado busco resposta sem dar muita importância para pergunta tão singular e engasgo.
     Caramba! Onde queremos chegar? Tento simplificar a coisa querendo saber onde eu quero chegar. Esbarro num mundo de considerações a abrirem outras e mais outras, isso não tem fim.
     Trago situação da pergunta para o hoje e percebo que sei, sem saber, onde e como chegar onde quero chegar hoje. E aí a coisa complica mais porque em meio a tamanho embaraço fico de frente para o que sugere nova asfixia.
     E depois que eu chegar onde quero chegar o que farei?
Belo Horizonte, 24 maio 2015
ELITE DA IDIOTICE
     Não pense que escrevo simplesmente tudo que penso, porque não posso não devo fazer agir assim. Seja pela prudência, seja pelo respeito, que a propósito tem estado ultimamente em certo desuso.
     Se por um lado o abuso corre solto, por outro a intolerância não deixa por menos. O que parece antagônico torna-se igualado talvez por mesmo princípio. Sujeito faz-se atrevido por intolerância, sujeito torna-se intolerante por deparar com tanto atrevimento.
     Fato é que há muito abuso por aí sim e a razão disso está é na ausência daquela nossa velha amiga, a educação estrangulada pela ganância de alguns tantos idiotas. Forma-se assim uma elite que condena a outra elite de uma sociedade perdida em seus próprios movimentos.
Belo Horizonte, 21 setembro 2007

6 comentários:

Graça Pires disse...

Seu Xamã lhe coloca perguntas pertinentes...
Quanto às elites, há que desconfiar delas...
Beijo.

© Piedade Araújo Sol disse...

O ser humano é um ser em constante desassossego, talvez Xamã nunca vai saber a resposta a pergunta tão pertinente.

cito:

E depois que eu chegar onde quero chegar o que farei?

aí meu caro Cadinho você prepara outro trilho para voltar a "partir" para outra "viagem".

bom domingo!

beijo

:)

Andreia Morais disse...

«Onde queremos chegar?», todos nós nos devíamos fazer esta pergunta.

r: Muito obrigada!
É uma campanha excelente e necessária.

Mariana disse...

"E depois que eu chegar onde quero chegar o que farei?" Sem dúvida uma pergunta que muitas vezes nos questionamos quando pensamos sobre onde queremos ir e estar.

Um beijo

Ana Freire disse...

Por vezes, nem sempre sabemos por onde vamos...
Mas é sempre suficiente, e isso nos basta... saber para onde não queremos ir... e tudo acaba ficando mais fácil... no fim decidir...
Abraço
Ana

redonda disse...

Vim retribuir a visita e ler um pouco.
Uma boa semana e um beijinho
Gábi