Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

quarta-feira, 23 de março de 2016

ALERTA

ALERTA
     Para não encarar determinado assunto, o expediente de desvia-lo para detalhe que, apesar de estar no seu contexto, não está em sua essência. A postura da mentira é a de inverter argumentos criando adereços em torno daquilo que então deve ser ocultado por ela, pela mentira.
     O que pode parecer ingênuo, em muitos casos aparece como elemento de estratégia para instabilizar o que faz por necessitar seriedade.
     A vulgaridade da forma escancara o farsante que esbraveja simulando indignação, como fosse ele, o farsante, pessoa muito digna.
     Quanto mais espaço é aberto para a hipocrisia, maior será o poder concedido ao hipócrita.
Belo Horizonte, 23 março 2016
FORÇA DE UM POVO
     Não é por causa da irresponsabilidade de um que seremos todos condenados. Sofremos o impacto da adversidade quando sobre nós recai o olho da cobiça de quem, pela inveja, age na busca do que é nosso. Mas, ainda assim, deveremos ter a lucidez capaz de agir em favor da sensatez que irá nos conduzir em favor da preservação e manutenção do que é nosso. Não é porque tanto chove que estaremos livres da sede, porque a sede sempre estará presente em nossa vida, como sinal da necessidade que temos da água em nosso corpo.
     João da Barra crê na força de um povo que pela união defende seu território e o que nele existe.

Grussaí, 21 março 2010

5 comentários:

Ana Bailune disse...

Disse pouco, e disse tudo!
Boa Páscoa!

✿ chica disse...

Falaste bem! Desejo uma ótima e feliz PÁSCOA! abraços,chica

Tais Luso disse...

A mentira nunca foi arma inteligente. É muito frágil.
Concordo, também, Cadinho.
Abraços! Uma ótima Páscoa!

Vera Lúcia disse...


Muito bem, Cadinho.
Concordo integralmente.

Feliz Páscoa!

Abraço.

Ana Freire disse...

Sua última frase, Cadinho... disse mesmo tudo!
Abraço!
Ana