Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sábado, 9 de janeiro de 2010

MAIS E MELHOR

Quando surgem os comentários represados pelo Blogspot me encho de emoção porque isso complica todo meu desempenho na Internet, porque assim fico sem referência para navegar.

MAIS E MELHOR

Em nosso viver os momentos de reflexão em que temos a oportunidade de nos vermos diante do que somos e fazemos antes com nós mesmos e por nós mesmos.

Em nosso viver o convívio com o que é parte do nosso ser, da nossa construção, do nosso viver. O lugar que nos abriga, os amigos, vizinhos, conhecidos, os que servem e atendem aos nossos anseios. Os eleitos e os que se dispõem a nos servir.

Em nosso viver, as nossas escolhas. O que fazemos com nossas escolhas e o que conseguimos obter delas?

Em nosso viver a possibilidade de fazermos mais e melhor sempre.

Depois desse recado João da Barra saiu por ali e sumiu.

Belo Horizonte, 09 janeiro 2010

O ESTALO

Lábios que beijei... ploft.

Foi assim mesmo que aconteceu. Está bem, está bem, não foi bem assim. Há um elemento da imaginação aí. Ninguém cantava a música “Lábios que Beijei”, de Orestes Barbosa e Silvio Caldas. Mas, bastou o Sampaio tocar os primeiros acordes em seu trombone, para que a letra da música viesse à minha mente.

Lábios que beijei...ploft.

Foi um estalo rápido. A bola do chicle daquela donzela loira, estourou. Daí, surgiram aqueles lábios beijados pela goma de mascar, cuja tonalidade revelava, sem dúvida, o sabor tutti-frutti. Ainda que tenha ouvido, o Sampaio continuou sua música.

Ao perceber que percebi o que havia acontecido, o olhar dela fugiu do meu. Continuamos distantes, porém aproximados pela música, ou por aquele inesperado estalo.

Lábios que beijei...

Belo Horizonte, 15 fevereiro 1999

14 comentários:

Meus Reflexos Contos Textos Frases e Afins disse...

Cadinho...
sem o elemento imaginação o
que nos resta pobres
Poetas que somos ?
Texto gostoso como a imaginação bailando no estalo:

Viagem final

O grito corta a noite
atravessa a ponte da vida
alcança a faixa da morte
abismo negro sem fim
lançado dessa forma flutua
um frio corta a face
gosto amargo seca a boca
resseca os lábios que entreabertos
quase tiram o ar
é uma viagem a absurdo
lembranças, fatos, imagens,
tudo seco sem emoção
as mãos abertas esbofeteiam o vento
as pernas desconexas
soltas parecem não compor o todo
que apenas sente,
ressente
e entende
como ainda vida
o grito segue
abismo abaixo
sem ter quem
o ouça
porque salvar-se
não deseja
mais...
Reflexo d’ Alma

Bjins entre delírios e encantos

Canto da Boca disse...

E se a bola de goma de mascar, daquela "donzela loira", não tivesse "desviado" o fluxo do seu pensamento, quando iniciou a canção, "Lábios que beijei", qual teria sido o resultado? Rindo, vai Cadinho, conta pata nós?

Abraço e um ótimo 2010 para ti, os teus e as tuas.

;)

Daniel Savio disse...

As vezes obtemos o que nos queremos, mesmo que nem nos demos conta disto...

E beijar é bom.

Fique com Deus, menino Cadinho.
Um abraço.

Garota Karioka disse...

Olá Cadinho,
Fiquei muito feliz com o seu recado e resolvi vir visitar o seu blog.
Adorei sua página e por isso quero acompanhar tudinho.
Obrigada pelo conselho!
Tenha um lindo fds!
Beijos, beijos!

Soxikibem disse...

Oie, passando para deixar uma bejoka, e matar a saudade desse cantinho belissimo

Aline Capistrano disse...

Olá rapaz escriba gostei do teu espaço esses quadros é vc que pinta? to te seguindo. beijosss

Sandra Botelho disse...

O beijo eternizado em nossos sonhos e imortalizado em nossa mente.
Lindo e gostoso texto. Bjos meus. Meu coração caminha com você!

Grace Olsson disse...

CADINHO, bela prosa.
Bela fotod e seu eprfil..que sorriso lindo.
bjs e dias felizes em todo 2010

Pati Araújo disse...

Cadinho,

Obrigada por sua visita ao blog, seja sempre bem vindo!

Abraço forte :]

Lara Amaral disse...

Gostei dos contos, vc é um Cadinho de tudo, né? Muito bom! Por isso gosto dos mineiros, afinal, sou filha de dois, hehe..

Beijos, companheiro.

Estou te seguindo.

Essência e Palavras disse...

Sua forma, seu modo de vida, viver encanta!!!

Adorei estar aqui...

Obrigada pela visita, pelo comentario no meu blog.

beejo e um bom domingo!

Delirius disse...

Esse teu blog está delicioso, simplesmente delicioso, e eu não resito a deixar aqui Eugénio de Andrade

Escrevo já com a noite
em casa. Escrevo
sobre a manhã em que escutava
o rumor da cal ou do lume,
e eras tu somente
a dizer o meu nome.
Escrevo para levar à boca
o sabor da primeira
boca que beijei a tremer.
Escrevo para subir
às fontes.
E voltar a nascer.

Beijo, Cadinho

Cleo disse...

O que fazemos com nossas escolhas e o que conseguimos obter delas. uma bela frase para ser seguida em 2010. à risca.
Beijos Cadinho, um feliz domingo de escolhas sensacionais.
cleo

KINHA disse...

Olá amiga

Fiquei muito feliz com sua visita. Obrigada.

Beijo