Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

segunda-feira, 26 de abril de 2010

AMARELINHO DA CRISTINA

Quem sabe, sabe.

AMARELINHO DA CRISTINA

Em Grussaí, do outro lado da lagoa, o Amarelinho. O quiosque que também tanto pode ser bar quanto restaurante, está na orla, na direção da Igreja Nossa Senhora Aparecida. Se o lugar já encanta pela beleza e grandeza do mar aberto, eis que surge a Cristina com seu vigor, disposição, experiência e carinho capaz de incrementar em muito o encanto do lugar.

Aliás, nenhum exagero em apontar para a Cristina como a grande responsável por todo clima do Amarelinho que se já está pra lá de bom, caminha a passos largos para o ótimo, com notória competência.

Belo Horizonte, 26 abril 2010

SUELIGOR

Manteiga e pão. Sueligor

Um casal tão próximo quanto distante pode estar a manteiga do pão. Dois amigos. Das possibilidades, o início de outra receita. Sueligor no universo da culinária.

Manteiga e pão transformados pela estética do banquete. Sueligor na cozinha de tantas façanhas aliadas à água e ao fogo.

Toalhas e talheres. Taças e vinhos. No calor da festa, cozinha e salão. Em algum lugar, Sueligor.

Belo Horizonte, 26 janeiro 2001

4 comentários:

Renata disse...

Cadinho, adorei o post! Essa Cristina é poderosa ;-) Mas, como faz um certo tempinho que não posso por aqui, quero deixar registrado que gostei muito da poesia do post anterior. Bjão e boa semana.

Georgia disse...

Cadinho, obrigada pela visita. Vc é mesmo fa do amarelinho, hen!

Boa semana

Gustavo Rangel disse...

Já fui ao Amarelinho em tempos passados. Tinha uma cachaça ótima
abs

Daniel Savio disse...

Menino, quem não melhor um ambiente ao ser uma pessoa mais leve?

E algumas coisas não são apenas para saciar o nosso estomago, mas também nosso coração e alma...

Fique com Deus, menino Cadinho.
Um abraço.