Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

segunda-feira, 5 de abril de 2010

PENSE NISSO

Bom pensar no agora do depois

PENSE NISSO

Aquele que compra o voto vende seu mandato.

Aquele que vende o voto corrompe sua própria integridade.

Aquele que sou eu, João da Barra, mostra e escancara que tanto o que compra quanto o que vende voto age como quem não faz por merecer crédito algum, algum, algum.

Terrível é o lugar onde acontece a compra e venda de votos entre eleitores e políticos inescrupulosos, porque aí é onde a corrupção passa a assumir o poder de tudo todas as coisas.

Terrível é aquele que por interesse próprio induz outros a agirem pela sombra que irá aprisioná-los, posto que uma vez expostos à luz da verdade serão motivo de vergonha e repúdio, repúdio, repúdio.

Mais vale a integridade do que o dinheiro vindo do ganho indevido. Pense nisso, nisso, nisso.

Belo Horizonte, 05 abril 2010

ESTRANHEZA

Diante do desejo, espécie de conversa. Considerações a estabelecerem vínculos entre a realidade e a fantasia.

O que é a realidade? Eis a pergunta vinda, talvez até da fantasia.

O que é a fantasia? Eis a pergunta vinda, talvez até da realidade.

São tantas as vindas a irem transportando a vida a tantas idas, que poucos não são os lugares a causarem estranheza.

Belo Horizonte, 04 setembro 2000

11 comentários:

JuJu disse...

Compra de votos é uma prática que deve ser extirpada da vida pública brasileira. Mas um dia será, ah se vai!
...
Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!

direitinho disse...

Também por cá existem dessas situações.
Quem acaba por pagar a factura são aqueles que não se venderam.
Os políticos hoje perderam a vergonha e o respeito.

Renata disse...

É bom todos nós pensarmos mesmo!!! Espero que tua páscoa tenha sido tranquila e em paz. Bjão e boa semana.

Luciano disse...

Ótimo texto. Legal por aqui, Cadinho.
Abração.

Jaqueline Sales disse...

Esse estranho e interessantissimo trocadilho sobre a estranheza foi bárbaro! Cê tá entranhado na gestalt das coisas, hein, Cadinho?

Beijooooooooooosssssssss

Clarice disse...

Obrigada pela visita e comentário.
É preciso ressaltar coisas boas que acontecem nesse país, para variar, não acha?
Quem faz coisas como os que fizeram aquele site merece aplausos, sim. De pé.

Um grande abraço.

disse...

Olá,Cadinho!

Vim agradecer a sua solidariedade para comigo!Muito obrigada!
Mas,acabo de descobrir, foi apenas um mal entendido por parte da Re,que na confusão postou link do brinquedo,pensando ser eu a Lê,em questão.Ufa,confusões a parte,to aliviada!rs

Muito prazer,um abraço e mais uma vez,obrigada pela solidariedade!


Vou ler seu post,que só pela frase inicial me parece estar excelente no todo!

.
.
.
Lê(brinquedo)

:)

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Estranho mesmo é o comportamento do povo deste país que dizem ser nosso...

Um beijo saudoso!

Sonia Regina.

*Adriana disse...

Integridade e um nome a zelar, são nossos bens maiores. Mas sabe o que me assusta? Uma mente invejosa através de língua ferina pode nos destruir num minuto. Aff, só rezando!
Desculpe o chororô, hoje meu dia está cinza, espero melhoras para amanhã....rs.

abçs
Adriana

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Esse comércio de votos deveria ser fechado por falta de alvará, mas fazer o quê, né? A pobreza no Brasil é grande... a miséria fala mais alto.

Noite de luz, querido amigo.

Rebeca

-

Marina disse...

Aliás, são poucas as coisas que não causam estranheza, neh?
o que é o que conhecemos ou pensamos conhecer comparado a tudo que se tem a saber por ai?
:)