Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

domingo, 20 de junho de 2010

AO ALÉM DA MULHER DO BOI

Somos o além do nosso próprio ser

AO ALÉM DA MULHER DO BOI

Para uma mulher forte há de se dar o amor com muita força, força, força.

Na façanha do que sou eu João da Barra a presença ausente dela a Mulher do Boi que é muito mais do que a Mulher do Boi.

Para se ter acesso a uma mulher forte há de se ter força, muita força de propósito, propósito.

A Mulher do Boi no além da Mulher do Boi é alguém que transcende o encanto do próprio encanto.

Eu João da Barra na cegueira distante de quem em Campos dos Goytacazes é vôo perdido entre aves.

Grussaí, 20 junho 2010

O e A

O barco

A embarcação

O veleiro

A brisa.

O porto

A marina

O dia

A manhã.

O crepúsculo

A noite.

Céu e lua

Água e sol

Amor e paixão.

Belo Horizonte, 19 fevereiro 2002

7 comentários:

Roberto Acruche disse...

O vento
sopra a brisa,
quem liga?
No momento
nem o vento
incomoda.
Estou de bem com a vida,
quem liga?
Sou forte, muito forte,
forte mesmo.
Amei, forte
Amo, forte
tenho força
tenho sorte.

Você é bom Candinho! Abraços...

Isadora disse...

Cadinho, e a mulheres fortes trata-se com perseverança.
Lindo poema.
Um beijo e bom domingo

direitinho disse...

Bonito também e um pouco diferente.
Desejo um Bom Domingo

Fabrício Santiago disse...

Mulher forte que bota chifre? Não entendi...piada, entendi sim, sacanagem...rs
abraços

PS: Acabei de atualizar a nossa acanhada Narroterapia, esse cafofo que é sue tb. Passe por lá deixe seu comentário. Ajude na terapia...rs

Sonhadora disse...

meu amigo
Muito lindo este poema...adorei.

beijinhos
Sonhadora

Nato disse...

Olá tudo bem
estou aqui só para avisar que o Caos-Mundial esta na ativa novamente, e também para agradecer seus comentarios lá muito obrigado!!

ah e parabéns como belas palavras te segui.

se der passa lá.

abraços

JuJu disse...

Mandou bem com os O's e A's, Cadinho!
...
Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!