Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

CONVENIÊNCIA

O que é entender?

CONVENIÊNCIA

Há quem diga, sei disso, que minha escrita é rebuscada complicada difícil de ser entendida pelo pessoal de São João da Barra – SJDB. Eu João da Barra sei que sei por que sei, mas nem por isso serei outro escreverei diferente. Até porque se eu tentar não terei êxito, sei por que sei.

O que interessa importa é dizer o que há pra ser dito, Batistão entende o que digo escrevo como quer e assim é que cada um faz ao seu jeito o entender do entender das coisas todas.

Dia desses perguntaram pra mim em SJDB o que são os Folhetos Cadinho RoCo, dei entreguei em mãos exemplar e disse pra fulano ler e saber o que é. Ele disse que leu num outro dia e não entendeu.

Não entender é também forma de entendimento, porque tem muita gente que só entende o que quer o que convém querer.

Muita gente ou todo mundo?

Grussaí, 06 agosto 2010

CALOR VIVO

Na voz do chamado

A chama fogo

Calor no sangue

Leito do rio.

Água no dizer

Da luz que arde

Voz no sangue

Rio no leito.

É fogo aceso

Vida vivendo

Ao navegar

Da água voz

Rio no sangue

Calor vivo.

Belo Horizonte, 02 fevereiro 2003

11 comentários:

Marilu disse...

Meu amigo, você tem toda a razão as pessoas entendem só aquilo que é interessante para elas.Fingir que não entendem é um meio de não se comprometerem....Beijocas

Vivian disse...

Irei falar-vos do que já sabeis para que possais aprender
e para que eu mesmo aprenda.

Repartir a sabedoria é uma forma de aumentá-la e também aprende aquele que ensina.

Pois o homem não consegue falar
a si mesmo, senão quando finge falar aos outros homens.

Deixai-me falar aos ouvidos dos vossos corações; em voz baixa, pois a Razão não necessita gritar para se fazer ouvir.

E serão inúteis as minhas palavras se eu não as disser em nome da Razão e se nelas não houver o espírito da Verdade.

Porque a palavra vã não ultrapassa os limites dos ouvidos e a boa palavra frutifica em vossos corações.

Que sejam, pois, as minhas palavras

- como a água que retempera,
- como a brisa que refresca ,
- a lua que faz sonhar,
- as canções que fazem sentir .

Porque assim são as palavras que ouvimos todos os dias dos lábios do Pai.”


Trechos isolados extraídos do livro - A Sabedoria de Hassan
Flávio Cruz


bj, moço!

Rute disse...

exaxtamente

Deia disse...

Oi Cadinho! Nós mesmos somos assim - difíceis de entender, mas nem por isso deixamos de nos relacionar com o próximo, não é? Pois, se algumas vezes fica difícil nos entenderem, que façam um esforço aqueles que de fato se interessarem. Aos outros, seremos uma lembrança turva no retrovisor. Fazer o quê? Beijos e permaneça na sua escrita, como você já decidiu fazer! Deia.

*lua* disse...

A vida precisa ser vivida nos mais intensa força, para isso, precisamos enxergá-la na sua mais exuberante beleza que está por todo canto espalhada. Cadinho um ótimo final de semana para ti, paz!

Mulher na Polícia disse...

Eu sei disso e escrevi no meu perfil essa letra da música do Capital Inicial:

"Se você não entende não vê, se não me vê não entende"

Beijos Cadinho RoCo.

Tertúlia Pão de Queijo disse...

Olá!!!!

Abrimos essa semana o Tertúlia Pão de Queijo - um projeto de descoberta e catalogamento dos escritores mineiros que publicam seus poemas, haiku, contos, crônicas, divagações e causos por esse mundão de blogs afora.

A intenção do time é que a tertúlia virtual venha crescer real nas praças de Belo Horizonte também uma hora dessas. Faça-nos uma visita virtual, tem sempre uma boa prosa esperando por você.


Tertúlia Pão de Queijo
http://tertuliapaodequeijo.blogspot.com

HSLO disse...

No seu blog já sentimos esse calor vivo sempre....gostei muito.


abraços

Hugo

Nini C . disse...

lindo post, é mto bom te ler, beijos... volte sempre...

Paula Barros disse...

E eu que não sou de São João da Barra, por vezes me atrapalho, e preciso reler. rsrs

Faça de coração, faça do seu jeito, faça...

beijo

Daniel Savio disse...

Infelizmente, só procuramos saber o que temos interesse...

Fique com Deus, menino Cadinho.
Um abraço.