Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

DESOBRIGUE-SE

Esconder a alternativa do voto nulo não é lá de todo honesto

DESOBRIGUE-SE

Desobrigue-se

Se for contra a obrigatoriedade do voto no Brasil, vá às urnas, cumpra seu dever cívico e anule o seu voto em nome da preservação da sua própria liberdade.

Desobrigue-se

Se estamos em um Brasil marcado por ações políticas tão desastrosas, em que parlamentares não apreciam o que queremos, em que governantes se esquivam do que legitima a nossa vontade, o melhor mesmo é anular o voto.

Desobrigue-se

A invalidade do voto nulo não fere a sua legitimidade por haver nele a expressão da nossa vontade. O voto nulo, ainda que não tenha representação legal, tem sim o significado e o poder da nossa indignação. O voto nulo é a tradução do nosso repúdio ao que está posto e proposto pela nossa classe política que a cada mandato perde em qualidade, competência e confiança.

Desobrigue-se.

Belo Horizonte, 13 agosto 2010

VARANDA CLANDESTINA

Escrevo o que quero. Da fantasia alheia, escrevo o que quero. Da fantasia que é minha escrevo o que minha inibição permite. E da varanda clandestina, escrevo também.

Escrevo a vida. Trago assim o estigma da esperança que possui meu ser possuído por outras tantas artimanhas. Assim sou eu para a curiosidade alheia que busca e tenta descobrir aquela origem que nem eu consigo encontrar em mim mesmo.

Cavaleiro da Meia-Noite. Eis tudo que sou, para o nada que continuo sendo.

E você, quem é?

Belo Horizonte, 26 maio 2003

10 comentários:

Isadora disse...

Cadinho essa questão do voto é muito complexa. Dá um desânimo não termos nomes bons para votarmos, mas anular... enfim.
Escrevemos para colocarmos para fora o que na alma transborda.
Um beijo

Marilu disse...

Concordo com você, anular o voto é a melhor opção...votar para quem? Beijocas

Hod disse...

Assim como sou avesso à famosa lei de Gerson, tb avesso à, escolher o melhor dos piores....
Desejo poder escolher entre os melhores, o Melhor. Está é a herança da política partidária.

Bom fim de semana!

Forte abraço Cadnho !

Anônimo disse...

Bom eu era uma lagarta que virou borboleta.
Portanto: sou o que sou, assim como és o que é.
Sobre o voto: Já dizia o grande homem: daí a Cesar o que é de Cesar, portanto....
Obrigada por sua visita.
Abraço.
Fernanda.

Enigma disse...

Cadinho... Cadinho... Excitando o povo, a anular o voto?! Ótima ideia, vamos reunir o comitê: ) Viva a democracia!!

michelle disse...

Nossa!fico imensamente feliz,quando alguém,em passando por(meu blog),deixando ainda suas preciosas palavras!obrigado...e quanto ao voto,ou melhor em quem votar, esta mesmo um caso a se pensar,e muito.Mais não vamos desanimar.bjos!

HSLO disse...

Fundamental esse seu texto viu.
Esse ano o meu nulo. Desobrigue-se!

abraços

Hugo

Mari Amorim disse...

Obrigada pela visita e carinho do comentário,gosto muito do que leio aqui.
Boas energias,e vamos interagindo,bfs
Mari

Karol ---de BH--- disse...

Se fosse pra votar hoje, eu anularia porque nao me identifico com os candidatos!

Bom final de semana!

“Então, aproveite bem o seu dia. Extraia dele todos os bons sentimentos possíveis. Não deixe nada para depois. Diga o que tem para dizer. Demonstre.”

Daniel Savio disse...

Sei Cadinho, se o voto ficar livre escolha, é capaz de se pior ainda, pois os votos comprados (por interesses pessoais, ou pelo dinheiro) vão ser maiores...

Fique com Deus, menino Cadinho.
Um abraço.