Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sábado, 21 de agosto de 2010

VOTO ZERO

Abaixo o mercado do voto

VOTO ZERO

Quando menciono existência do voto nulo como opção válida no processo eleitoral brasileiro, antes de pretender a apologia trato de mostrar a existência de dispositivo que nos desobrigue da obrigatoriedade do voto.

Certa vez li ou ouvi alguém dizer que no Brasil não há obrigatoriedade do voto e sim do comparecimento ao processo eleitoral. Tudo bem e se é assim eis aí a alternativa do voto nulo.

O que não dá mesmo pra ser levado em conta é a venda e compra do voto. Quem compra voto, compra porque encontra quem vende e quem vende voto, vende por ignorância, estupidez, falta de educação cívica, falta de percepção social. Quem vende o voto seja por dinheiro, material diverso, promessa de emprego, falsa sensação de vantagem vinda de projetos, planos, propostas, bolsa de contribuição variada abre mão da sua liberdade de escolha. Passa a ser refém, escravo, sujeito vendido sem direito a choro nem vela. Por isso, pense bem no que fazer com o voto. No caso de dúvida tecle na máquina do voto o zero em tudo e pra tudo e fim de papo.

Belo Horizonte, 21 agosto 2010

ÚLTIMO RECURSO

Não há outra solução. Rezar para que a resistência do viver continue resistindo. Rezar para que de cada notícia haja ainda que minúsculo acesso para alternativa qualquer. Rezar para que do desalento haja possibilidade de sobrevivência da esperança. Rezar para que a força do estar não seja rendida pela fraqueza senhora de tantas ilusões. Rezar para que o mundo não fique restrito às suas tantas impossibilidades. Rezar para que a consciência permaneça firme e atenta ao vagar dos sentidos. Rezar para que as tantas recusas não sejam aceitas pelo estímulo ao abatimento. Rezar para que a leviandade não prolifere. Rezar para que a compreensão esteja acima de toda e qualquer mediocridade. Rezar pela integridade da vida. Rezar pelo perdão de tudo aquilo que em nós denuncia culpa.

Não há outra solução.

Belo Horizonte, 27 maio 2004

12 comentários:

Marilu disse...

Querido amigo, se não outra solução..então vamos rezar...sempre ajuda. Tenha um lindo final de semana. Beijocas

Hod disse...

Felizmente poder exercer o voto nulo ainda é uma solução, bom seria se esse grito fosse unânime!!

Forte abraço!!

Daniel Savio disse...

Mas Cadinho, mas antes de praticar o voto nulo, que tal praticar o voto consciente?

Mas sempre temos de ter esperança no futuro, mesmo que da forma ruim...

Fique com Deus, menino Cadinho.
Um abraço.

Elaine Barnes disse...

Ai amigo,sempre temos a escolha do que fazer com nossa vida né?! Graças a Deus!Em época de eleição meu estômago vira de ser tanta mentira e falsidade.Não consigo acreditar em ninguém. Haja fé,haja esperança!
Montão de bjs e abraços

Leitores disse...

Grata pela visita ao meu Blog. Parabéns pelo seu. Eu volto.

Leitores disse...

Blog com gosto de volte sempre.

Érica Amorim disse...

A venda de voto é a venda do pouco de dignidade que se tem...

e muitas vezes, sim, a solução é rezar..

bjo

Teresa Cristina flordecaju disse...

Amigo, quando não há outra solução, devemos usar do "zero"! Uma bela tarde de sábado e um cheiro no coração.

Fernanda Ventorim disse...

Obrigada pela visita em meu blog e pelo comentário. (; Volte Sempre!
Beijos.

Tatiane Lemos disse...

olá, seguindo aqui*

Beijos, bem legal seu cantinho!!!

Erica Vittorazzi disse...

Comecei a rezar, então. Estou até com medo do horário político: Mulher Melão, Tiririca e Leandro do KLB.

Voto nulo, já!

Mônica disse...

Cadinho
Quem compra voto, quem vende voto.
Será que algum deles percebe que ambos estão errados?
com carinho Monica