Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

CIR E LEYDE

Na Imagem do Dia foto das lentes Cir e Leyde

CIR E LEYDE

Quando o doutor Alexandre Magalhães Castro Oliveira pela primeira vez examinou meus olhos, recomendou uso de lentes de contato. Tudo certo, medido, ajustado e devidamente administrado pela contatóloga Cirleyde que, além de competente, tem forte poder de comunicação.

Lentes instaladas, olhos com visão corrigida. Por força do talento competência o ser humano por vezes vai além e muito além.

Lentes nos olhos se manifestaram como meninas musas da minha visão. A do olho direito apresentou-se Cir e a do esquerdo Leyde. E assim, além de agirem em favor da minha visão deram-me noção sentido outro à minha percepção de vida.

Cir e Leyde na transparência do viver sempre optaram pela discrição, não gostam de aparecer. Mas chega instante em que resolvo fotografá-las, para que pessoas possam conhecer as duas meninas dos meus olhos.

Por já não serem representadas por lentes de contato e sim intraoculares, Cris e Leyde hoje formam a dupla Radical e moram dentro dos meus olhos, fazem parte do meu ser.

Belo Horizonte, 13 outubro 2010

TAÍS MEIA-NOITE

Acordo com sede

De ir embora

Meia-noite acordada

Em minha vontade.

Silencio no escuro

Transparência d’alma

De sono sem sonho

Vontade acordada.

Taís perdida

Nesse meu encontro

Assim despertado.

É sono acordado

Nessa meia-noite

Meio adormecida.

Belo Horizonte, 20 maio 2004

14 comentários:

Ana Miranda disse...

Estou ficando viciada em ler sua poesia...
Parabéns pelo talento!!!

Bill Carson disse...

Bom.

웃Lucineia Silva 웃 disse...

Ei Candinho eu uso lentes e óculos rs eita he he

A poesia, de fato, é encantadora!

Parabéns!

abraço forte

Nini C . disse...

Fico encantada com suas palavras. Adorei o post.
Beijo.

Mônica disse...

Eu detesto lente de contato. Quase que sou a unica a ir nos casamentos de longo, maquiada e de oculos.
Mas não ligo mais depois dos 50 anos não importa se é feia ou bonita importante é o conforto.
Minha irmã teve uma doença por usar muito tempo lente de contato. Teve que colocar implante em SP.
TIve que intensificar minhas oraçoes e o medo de que ficasse cega.
com carinho MOnica
Cuide destas lentes com nomes

Daniel Savio disse...

Hua, kkk, ha, ha, lembrei um pouco o passado (para ser mais exato, a época medieval, na qual se dava nome as espadas, pois o que é o olho senão a forma que a gente desafia e ver o mundo?)...

E melhoras menino.

Fique com Deus, menino Cadinho.
Um abraço.

Luma Rosa disse...

Muito carinho, Cadinho!! Suas pupilas agradecem!! Boa semana! Beijus,

*yllenah* SM disse...

saudades....

que bom que "as meninas dos olhos" estão bem...

bjos

yllenah

Malu disse...

Lindo post.


Obrigada pela visita.


Desejo uma Noite de Paz ...

Silene Neves disse...

Olá!

Venho agradecer a visita!

E surpreendida com a leveza desse lugar... com a poesia e a verdade que aqui existe... digo-lhe que me emocionei com as palavras aqui escritas! Gosto de quem me emociona, por ser a vida uma sequência de emoções e sensações!

A maneira como traduziu as suas lentes de contato e ainda enalteceu a vida da médica que lhe permitiu esse fato... foi poeticamente simplificada no seu texto. Ficando imensamente belo!

Parabéns!
Sigo-te feliz!
Deixo meu beijo
Sil
Sempre aqui

Fabricante de Sonhos disse...

Quanto as lentes, entendo bem... Afinal, tenho quese 7 graus de miopia... rs! Minhas lentes já fazem parte de mim.

Quanto a poesia, que delícia!
Um encanto! Vc usas a palavras como quer, né! Brinca com as letras como poucos!

Amei!

Beijo mágico!
Fabricante de Sonhos

cristal de uma mulher disse...

Meu querido suas pinturas dão cores a vida e sua poesia fogo a alma.

Beijos

Marilu disse...

Querido amigo, muito lindo. Beijocas

Canto da Boca disse...

Taís encontrada em meio aos possíveis desencontros...

;)