Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

CALOR CARINHO

Calor com saudade do mar

CALOR CARINHO

Penso num momento perdido

Perco-me num momento pensado

Eu totalmente confundido

Encontro mais que desanimado.

Sono absurdo atrevido

Corpo rendido deitado

Eu nesse estado fugido

Ou só por mim encontrado.

Mar no delírio da noite

Estrela no céu marinho

Recebo de mim convite

Pra sair já desse ninho

E dizer ao sangue que agite

Emoção entregue ao calor carinho.

Belo Horizonte, 25 janeiro 2011

DEIX'ELE

Deix’ele ser o que não é

Deix’ele mentir qual aquele Zé

Deix’ele com sua fé

Tão clara quanto café.

Deix’ele com seu boné

Deix’ele com sua muié

Deix’ele com seu cuité

Tão bom pra se tomar mé!

Deix’ele saber de nada

Deix’ele com sua toada

Tão desafinada.

Deix’ele desconhecer

Deix’ele com seu viver

Tão bom não ser!

Belo Horizonte, 18 fevereiro 2006

7 comentários:

Elaine Castro. disse...

Amei as rimas, eu não sei rimar muito bem e você o fez com muita criatividade.

Beijos.

Mônica disse...

Cadinho
Estou em BH novamente.
deixe ele com seu carinho e deixer ele viver.
Eu te adoro!
com carinho Monica

sub_ ísis disse...

Adorei,o calor, calor que deixa mole, mas que o sangue ferve!
Tenhas uma ótima semana refrescante


beijos hots


sub_ísis

HSLO disse...

Bonitos poemas...Cadinho.


abraços
de luz e paz

Aмbзr Ѽ disse...

muito quente o poema (caloroso como todo o blog cheio de simpatia).

http://terza-rima.blogspot.com/

Daniel Savio disse...

Mas este calor não é provocada apenas pelo mar, não é?

Fique com Deus, menino Cadinho.
Um abraço.

Ava disse...

Oi, Cadinho!

Vejo que a poesia te pegou de jeito...rs

Pensar em momentos perdidos...

São tantos ao longo da vida... Tantos que passam batidos...


-----------------------

Querido, não te esqueci, apenas minha vida tem ando meio de ponta cabeça...rs


Sinto saudades de nossos momentos... Muita saudade!!!

Qualquer hora apareço...


Um beijo carinhoso!